Home - Convergência Digital

EUA proíbem venda de componentes norte-americanos à chinesa ZTE

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 16/04/2018

O Departamento de Comércio dos Estados Unidos está proibindo empresas norte-americanas de vender componentes para a maior fabricante de equipamentos de telecomunicações chinesa, a ZTE Corp, por sete anos, por violar os termos de um caso relativo a sanções, disseram nesta segunda-feira, 16/04, autoridades dos EUA.

A empresa chinesa, uma das maiores vendedoras de smartphones nos Estados Unidos, se declarou culpada no ano passado em um tribunal federal no Texas por conspirar para violar sanções norte-americanas ao embarcar ilegalmente produtos e tecnologia dos EUA para o Irã. A empresa pagou 890 milhões de dólares em multas e penalidades, e uma multa adicional de 300 milhões de dólares que pode ser imposta.

Como parte do acordo, a ZTE, sediada em Shenzhen, prometeu demitir quatro funcionários e impor sanção disciplinar a outros 35, seja reduzindo seus bônus ou repreendendo-os, disseram à Reuters funcionários do alto escalão do Departamento de Comércio. Mas a empresa chinesa admitiu em março que, embora tenha demitido os quatro funcionários, não havia tomado nenhuma ação disciplinar nem reduzido os bônus dos outros 35.

A ZTE “forneceu informações ..., basicamente, admitindo que eles haviam feito essas declarações falsas”, disse um alto funcionário do departamento. “Isso foi em resposta ao pedido de informações dos EUA”, afirmou. “Não podemos confiar que o que eles estão nos dizendo é verdade”, disse o funcionário. “E no comércio internacional, a verdade é muito importante.” Os funcionários da ZTE não responderam imediatamente aos pedidos de comentários.

*Com informações da Agência Reuters

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

Destaques
Destaques

Para Ericsson, 5G vai fazer acontecer, de verdade, a indústria 4.0

Presidente da fabricante para a América do Sul, Eduardo Ricotta, diz que uma operadora com 50 Mhz a 80 Mhz terá espectro para oferecer bons serviços, especialmente, o da banda larga fixa móvel. "Há cidades no Brasil, com menos de 100 mil habitantes, com conexões de 2 Mbits. O 5G vai chegar oferecendo bem mais", observa.

5G vai gerar 15 milhões de novos empregos até 2025

O ecossistema 5G está em ebulição e demandará muita mão de obra, afirma o diretor da Huawei, Carlos Roseiro. Segundo ele, vão surgir aplicações, muitas ainda inimagináveis, nos próximos seis anos. "O 5G começa hoje. A frequência virá para dar mais capacidade", observa o especialista.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site