SEGURANÇA

Justiça cria primeira vara federal especializada em crimes cibernéticos

Luís Osvaldo Grossmann ... 12/04/2018 ... Convergência Digital

O Judiciário ganhou neste abril de 2018 a primeira vara federal especializada no julgamento de crimes cibernéticos. É a 35ª vara federal de Minas Gerais, assim escolhida pelo entendimento do Tribunal Regional Federal da 1ª Região de aptidão natural pela experiência da juíza titular Simone Fernandes.

O TRF 1 baseou a decisão no entendimento de que há “crescente aumento dos crimes cibernéticos colocando o Brasil como o segundo país com maior número de casos de crimes cibernéticos, afetando cerca de 62 milhões de pessoas e causando um prejuízo de US$ 22 bilhões, a justificar a especialização de diversos órgãos do Poder Público como forma de coibir tais práticas delituosas”.

O presidente do TRF 1, Hilton Queiroz, citou ainda na decisão a recomendação ao Conselho Nacional de Justiça feita pela CPI dos Crimes Cibernéticos, realizada em 2016, no sentido de que sejam criadas varas especializadas sobre o tema na estrutura judicial brasileira. 

A especialização abrange crimes relacionados a pornografia infantil via internet; crimes praticados contra menor; proteção da intimidade e sigilo de dados; invasão de dispositivo informático; inserção de dados em sistema de informação e modificação ou alteração não autorizada de sistema de informações.



Administradora de shopping centers revela ataque cibernético

Ao mercado a Aliansce Sonae informou que a invasão aconteceu em maio e a companhia admite que, algumas informações possam ter sido acessadas, mas que elas não eram estratégicas.

PF caça quadrilha que teria vazado dados do presidente Bolsonaro e de mais de 200 mil servidores

Ação policial acontece nos Estados do Rio Grande do  Sul e Ceará. Organização teria invadido sistemas de universidades, prefeituras e câmaras de veradores.

Para Idec, ação comprova que Metrô de SP não garante segurança de reconhecimento facial

Segundo entidade, que move processo contra o Metrô, empresa falhou em não realizar estudo para implantar a tecnologia. 

Bancos querem prisão por até 18 anos para cibercriminosos

Instituições financeiras pedem a aprovação urgente do PL 2638, apresentado na Câmara, pelo deputado Marcelo Ramos, PR/AM, que impõe punição rigorosa às fraudes cibernéticas. "A impunidade é um incentivo", diz Adriano Volpini, do Itaú-Unibanco.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G