Home - Convergência Digital

Uber notifica os quase 200 mil brasileiros que tiveram dados vazados por hackers

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 12/04/2018

A Uber começou a notificar os brasileiros que tiveram suas informações vazadas, quando hackers roubaram dados de 57 milhões de seus usuários e motoristas em 2016. No Brasil, 196 mil pessoas foram atingidas. No país, a empresa de transporte alternativo atende 20 milhões de usuários no Brasil e possui mais de 500 mil motoristas cadastrados para fazer corridas usando seu serviço.

Na mensagem enviada, a Uber pede desculpas e admite que algumas informações pessoais foram obtidas pelos criminosos como: nome; e-mail e; número de celular. A empresa sustenta que não detectou nenhuma fraude em que esses dados foram usados, mas decidiu enviar o e-mail para que os usuários tomassem conhecimento do que ocorreu. “Continuamos a monitorar as contas afetadas - embora não exista qualquer indicação de que tenha havido fraude ou uso inadequado de informações relacionadas a este incidente.”

A notificação dos brasileiros que tiveram as informações roubadas, na verdade, é fruto de um acordo firmado entre Uber e a Comissão de Proteção de Dados Pessoais do Ministério Público do Distrito Federal (MPDFT) no começo deste ano. O órgão pediu esclarecimentos da empresa.

Em comunicado, a Uber diz que os seguintes dados não foram acessados:

números de cartão de crédito;
data de nascimento ou;
histórico geográfico das viagens

Golpe mantido em silêncio

A Uber descobriu o ataque ainda no fim de 2016, mas tentou manter segredo sobre o vazamento. Tanto que pagou US$ 100 mil para os hackers responsáveis pelo roubo destruírem os dados roubados de mais de 57 milhões de clientes e motoristas.

Quando revelou o incidente em dezembro de 2017, o executivo-chefe da companhia, Dara Khosrowshahi, reconheceu que a empresa cometeu um erro na forma de lidar com a violação durante a gestão do antigo CEO, o cofundador Travis Kalanick.

"Você pode estar perguntando por que estamos falando sobre isso agora, um ano depois. Eu fiz a mesma pergunta, então eu imediatamente pedi uma investigação minuciosa sobre o que aconteceu e como nós lidamos com isso", disse Khosrowshahi, na nota que anunciou o incidente.

Veja o comunicado enviado pela Uber aos usuários:

"Como você sabe, a UBER descobriu um incidente de segurança que ocorreu em 2016. Tratamos deste tema com muita seriedade e trabalhamos com uma empresa especialista terceirizada para entender o impacto do ocorrido. Não identificamos nenhuma fraude ou uso indevido relacionado ao incidente, mas queremos garantir que você tenha conhecimento do que ocorreu, já que envolve informações suas.

Para a quase totalidade dos usuários e motoristas-parceiros afetados, a informação exposta incluiu nome, endereço de e-mail e telefone celular associado à sua conta antes ou durante 2016. Em alguns casos, a informação exposta também incluiu dados coletados ou criados para usuários pela UBER, como os números internos de identificação. Nossos especialistas externos não identificaram nenhum indício de download de históricos de locais de viagens, números de cartões de crédito, números de contas bancárias ou datas de nascimento.

Você pode estar certo de que quando o incidente ocorreu, nós tomamos todas as medidas imediatas para proteger os dados, impedir qualquer acesso futuro não autorizado e aumentar nossa segurança de informação.Nenhum usuário específico precisa tomar qualquer medida. No entanto, estamos monitorando sua conta para proteção adicional contra fraudes. Não há ação alguma requerida no seu lado, mas encorajamos nossos usuários a regularmente verificar se há qualquer questão com suas contas. Este e-mail está sendo enviado apenas para seu conhecimento.

A UBER se desculpa pelo incidente. Nós temos orgulho em representar da melhor forma possível os interesses de nossos usuários e motoristas-parceiros no Brasil e estamos comprometidos em manter a integridade e segurança de sua informação pessoal."

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

26/06/2018
Google Play não tem que pagar cliente que teve conta invadida

18/06/2018
Marcio Mattos assume comando da empresa nacional M2M Solutions

12/06/2018
Liga de futebol da Espanha usa celulares para espionar transmissão de jogos

11/06/2018
Netflix, Spotify e Deezer são os serviços mais acessados no smartphone

28/05/2018
Apps de e-gov não pedem consentimento e coletam mais dados do que precisam

11/05/2018
Governo adota aplicativo para fiscalizar e agilizar obras

07/05/2018
Brasileiros buscam smartphones entre R$ 700 a R$ 1.220,00

03/05/2018
TIM fecha com You Tube, amplia uso das OTTs e libera VoIP ilimitado

27/04/2018
Rio vai cobrar 1% das corridas de Uber, Cabify e demais apps

24/04/2018
Simsimi: app é proibido no Brasil depois de Inteligência Artificial não funcionar como deveria

Destaques
Destaques

Brasil ativa 72 novos celulares 4G por minuto em maio

No quinto mês do ano, 3,2 milhões de novos chips 4G entraram em operação, somando um total de 116 milhões de acessos ativos. Ao levar em conta os acessos fixos e móveis, o País soma 237 milhões de acessos ativos.

5G: redes comerciais na América Latina em 12 a 18 meses

Crescimento rápido do 4G abre espaço para investimentos no 5G, afirma a 5G Americas. América Latina pode fechar 2018 com 258 milhões de conexões LTE ativas, incluindo o M2M.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

A IA vai virar a economia de "cabeça para baixo" como um tsunami!

Por: Eduardo Prado *

O impacto só não vai ser mais ser mais rápido nas economias dos países por causa da falta de mão de obra de Inteligência Artificial por conta da carência de especialistas como cientistas de dados.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site