INTERNET

Polarização política no Brasil alimenta disseminação de ‘fake news’

Luís Osvaldo Grossmann ... 04/04/2018 ... Convergência Digital

Como um câncer, não há vacina ainda para as chamadas ‘fake news’, notícias falsas, ou melhor tratadas como difamações. Ou assim temem debatedores do seminário promovido pelo Comitê Gestor da Internet nesta quarta, 4/4. Se já é difícil defini-las, muito mais é controlar a vontade de quem espalha.

“Mentira e difamação existem desde sempre. Em política então, nem se fala. A diferença está na distribuição digital e nas circunstâncias de hoje, em que somos todos hiperconectados. Não é que ‘fake news’ seja restrita ao mundo digital. A questão é a disseminação. Mas como regular isso? As pessoas distribuem porque querem, porque lhes é conveniente. Difícil imaginar uma solução. Onde houver uma lei, haverá algum atalho”, diz o professor Wilson Gomes, do grupo Comunicação, Internet e Democracia da Universidade Federal da Bahia.

O tema é global, mas encontra terreno fértil no momento político brasileiro, emendou o jornalista Leonardo Sakamoto. “A polarização favorece. Se não distender, não tem empatia, e aí não será a internet que não será saudável, mas o país. Então talvez seja melhor atacar a causa, reduzir a ultra polarização política. E usar transparência radical, mais do que criar limites. Afinal, delegar ao Estado definir o que é verdade é abrir caminho para a censura, para a retirada de direitos.”

Daí que Marcelo Bechara, da Abert, tenha ressaltado que “a premissa zero é que liberdade de expressão é inegociável”. E embora concorde com a dificuldade de regular o tema, acredita que há ferramentas legais para combate-las. “Falamos muito em direitos de privacidade. Mas aqui podemos falar em violação da democracia. Será que não estamos falando em dano coletivo? É algo usado muito no direito do consumidor, mas a democracia é um valor coletivo.”

O professor Wilson Gomes reforça, no entanto, a participação voluntária de quem dissemina informações que muitas vezes sabem ser falsas. “O que há na circunstância brasileira é que as pessoas precisam de sua dose diária de ‘fake news’. Existe um sentimento de guerra em que o importante é derrubar o outro lado. Só vejo um caminho no momento: é preciso disputar o mercado da interpretação política, que tenham vozes razoáveis a injetar racionalidade no sistema”.



Assespro diz que Marco Civil da Internet já prevê acesso a dados de datacenters no exterior

Ao explicar a ação que move no STF ao Comitê Gestor da Internet, Assespro Nacional sustentou que em casos de pedofilia e ameaças à vida troca de informações com Judiciário é automática.

Internet Society: Empresas, não peçam desculpas. Cuidem dos nossos dados pessoais

Em carta aberta, a entidade se mostra desapontada, mas não surpresa com a violação dos dados de usuários do Facebook pela Cambridge Analytics."O que aconteceu é resultado do modelo econômico onde se colocam os interesses comerciais em primeiro lugar".

Booking, Decolar e Expedia fecham acordo com o CADE para terminar cartel de preços

Agências renunciaram à atual política de cláusula de paridade de preços e condições imposta a hotéis que ofertam acomodações em suas plataformas. Processo começou em 2016.

Justiça do Rio manda YouTube retirar 16 vídeos que difamam memória de Marielle Franco

Vídeos têm de ser retirados em 72 horas, além de multa de R$1 mil por dia em caso de descumprimento.

BNDES lança chamada para financiamento de IoT para saúde em abril

Iniciativa é a primeira resultante do Plano Nacional de Internet das Coisas. Ainda não há valores definidos para este chamamento, mas Finep tem R$ 3 bilhões para IoT.

Revista Abranet 23 . dez 2017 - jan/fev 2018
Veja a Revista Abranet nº 23 Qual é a fórmula do sucesso? Boas práticas aplicadas por corporações bem-sucedidas sugerem um caminho a seguir. Entrevista com Tadao Takahashi. Discussão sobre a lei de proteção de dados avança. E mais.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G