TELECOM

Telefônica diz à CVM que não encerrou negociação de TAC com a Anatel

Ana Paula Lobo* ... 13/03/2018 ... Convergência Digital

Em resposta a questionamento da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a Telefônica informou nesta terça-feira, 13/03 que não desistiu do termo de ajustamento de conduta (TAC) negociado com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) para trocar as multas aplicadas pela agência por investimentos em sua rede de banda larga.

Na última sexta-feira (8), a Telefônica havia dito que não desejava manter o termo “nas bases em que se encontra. O anúncio ocorreu após a Anatel ter negado os pedidos da operadora e retirado R$ 370 milhões em multas do TAC em negociação com a agência.

Em nota divulgada na noite de ontem (12), a empresa explica que pretende "reavaliar as condições do TAC, em virtude do desequilíbrio causado pela exclusão dos processos julgados" pela Anatel, e evitar o comprometimento de seus investimentos por mais tempo, "à espera da aprovação final do acordo". A posição da Telefônica, porém, seguem em colisão com a do órgão regulador.

Na nota oficial divulgada na sexta-feira, 09/03, a Anatel deixou claro que, de acordo com o artigo 10 do Regulamento de Celebração e Acompanhamento do TAC, "uma eventual desistência apresentada após a decisão de admissibilidade do TAC, o que já ocorreu, impedirá novo pedido de celebração de TAC, relativamente aos processos abrangidos no pleito de desistência".

"O que entendemos é que a Telefônica está propondo uma renegociação dos termos do TAC, mas isso não é possível. Nos termos do regulamento, o prazo de negociação acabou e não cabe reabrir. A área técnica inclusive encaminhou uma correspondência à empresa pedindo uma resposta se concordaria em prosseguir. Mas a comunicaçao que recebemos foi no sentido de não continuar com os termos que estão à mesa", afirmou o presidente da agência, Juarez Quadros.

*Com informações da CVM


Revista do 62º Painel Telebrasil 2018
Veja a revista do 62º Painel Telebrasil 2018 Brasil Digital: O futuro é agora - é o tema da revista do Painel Telebrasil 2018.
Edição, com 104 páginas, consolida os debates realizados no evento, que reuniu a indústria de Telecomunicações.
Clique aqui para ver outras edições

Celulares terão que indicar taxa de radiação emitida

Ao revisar o regulamento que trata da exposição eletromagnética, Anatel prevê 120 dias para que os equipamentos vendidos tragam a informação nas caixas ou manuais.

Bloqueio de celular pirata será estendido a mais 10 estados

A partir de domingo, 23/9, quem tiver aparelho sem IMEI válido vai começar a receber mensagens de que o celular será bloqueado a partir de dezembro. Ativo em Goiás e no Distrito Federal desde fevereiro, sistema bloqueou cerca de 41 mil aparelhos.

TV paga: pirataria tem mais 'assinantes' que a Netflix no Brasil

Consultoria Business Bureau diz que a OTT possui 18% do mercado de assinatura de streaming de vídeo. A Globo Play fica na segunda posição, mas com apenas 4%. Pirataria no Brasil fica bem acima da média da América Latina.

Justiça mantém Pharol e Nelson Tanure fora da Oi até aporte de capital

Juiz Fernando Viana, da 7ªVara Empresarial do Rio de Janeiro, manteve a suspensão dos direitos políticos dos conselheiros e diretores da Oi ligados aos grupos.



Painel Telebrasil 2017 - Cobertura Especial ConvergênciaDigital


Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do Painel Telebrasil 2017

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G