INCLUSÃO DIGITAL

Ouvidoria da Anatel diz que migração da TV Digital deve virar referência global

Luís Osvaldo Grossmann ... 12/03/2018 ... Convergência Digital

A Ouvidoria da Anatel soltou nesta segunda, 12/3, um relatório no qual elogia o processo de transição para a TV Digital no Brasil, que é liderado pela agência. O documento, que analisa procedimentos e resultados obtidos até aqui considera que o processo brasileiro deve se tornar referência internacional para nações que ainda não fizeram essa migração. 

“Esta Ouvidoria  sugere  que este projeto, na sua concepção  e nos seus resultados, seja  apresentado  no Fórum  dos Reguladores  da UIT  e na CITEL,  respectivamente,  uma vez que se caracteriza  como um case de sucesso, podendo ser referência  para outros países que  ainda  não  passaram  pelo  processo de migração  da TV analógica  para  a digital,  bem como  referência  para outros  projetos  similares”, conclui o relatório. 

Parte disso já acontece. Como indica o próprio documento, “autoridades  de nações  interessadas  no tema  têm  visitado  o Brasil  para conhecer  de perto o processo  simultâneo  de digitalização  da transmissão   da TV e  a liberação  da  Faixa  de 700 MHz  para o celular”.

A migração para a TV Digital vem sendo tocada com base no edital da faixa de 700 MHz, licitada em 2014. O documento já previa que as empresas vencedoras do leilão deveriam arcar com os custos e a operacionalização da distribuição de antenas transmissoras para geradoras de televisão e receptores conversores de sinais para famílias de baixa renda. O valor desse processo, orçado então em R$ 3,2 bilhões, foi abatido do preço da faixa, que acabou adquirida por R$ 5,4 bilhões. 

Para a Ouvidoria, “o regulador  brasileiro,  em uma  iniciativa   simples  em  meio  à complexidade do tema  e da  operacionalização   do desligamento   da TV  analógica, implantação   da  TVdigital,   ampliação   dos  serviços   de  telefonia   e  internet   móvel,   mas  com   metas  bem estabelecidas   e  governança,   consegue   catapultar   o  mercado e  simultaneamente   criar estratégias  de  mudança  de conduta  junto  à sociedade,  por meio  de iniciativas   concretas em  meio  a  complexidade   para  a  operacionalização   do  desligamento   da  TV  analógica, ampliação  dos serviços  de  telefonia   e internet  móvel,  sempre  obedecendo  as metas  e a governança  estabelecida  pelo  Gired”.


Carreira
Paraná cria curso para formar profissionais técnicos para o 5G

Uma parceria firmada entre a Huawei e o Sistema FIEP, por meio do Senai Paraná, vai formar profissionais nas áreas de telecomunicações, em especial, o 5G. Setor reclama da carência de especialistas na área. Inscrições estão abertas para uma nova turma em fevereiro.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Viasat: TCU controla viabilidade de acordo com Telebras

Segundo a vice presidente da empresa, Lisa Scapone, a demanda existe e pode ser medida pelo Gesac, mas operação comercial no Brasil depende dos ajustes no contrato para uso do satélite nacional.

PC fica cada vez mais distante da população mais pobre no Brasil

Dados do IBGE revelam que os mais pobres do País trocaram os PCs pelos celulares e tablets. A proporção da população com acesso à internet no domicílio passou de 67,9% em 2016 para 74,8% em 2017.

Parceira da Telebras amplia WiFi via satélite no México para áreas urbanas

Dois anos depois de começar a explorar banda larga satelital em áreas remotas do país, como promete fazer no Brasil, a empresa americana Viasat anuncia conexões de 100 Mbps e preços para competir com internet fixa.

Para TCU, políticas desconexas desperdiçam dinheiro com inclusão digital

Ao citar a política de Banda Larga, Tribunal observa que a falta de coordenação gera redundância, falta de isonomia e obstáculos à oferta de serviços.

CPFL: É preciso predisposição para se ter um consenso no uso dos postes

"Não é fácil, mas é preciso existir um alinhamento. Estão todos do mesmo lado", diz o diretor da CPFL, André Luiz Gomes.

Swap de fibras é mandatório para levar banda larga em regiões desassistidas

Compartilhamento de infraestrutura é essencial para reduzir custos e definir modelos de negócios nas cidades onde as teles não investiram, observa o CEO da UmTelecom, Rui Gomes.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G