INTERNET

Projeto de lei nos EUA cria taxa para desbloqueio de pornografia online

Convergência Digital* ... 06/03/2018 ... Convergência Digital

Enquanto alguns estados americanos abriram uma batalha pela neutralidade de rede, com Washington sendo o primeiro a aprovar legislação que mantém as proteções na internet, outros já planejam o passo seguinte à liberação de bloqueio de conteúdo na rede. Em Rhode Island, um projeto de lei pretende criar uma taxa para quem quiser acessar pornografia online. 

A proposta, apresentada nesta terça, 6/3, por dois senadores estaduais Democratas, prevê que os provedores de acesso à internet devem bloquear todo “conteúdo sexual” na rede. Ao mesmo tempo, cria uma taxa de US$ 20 (cerca de R$ 65) para os internautas que quiserem desbloquear pornografia ou o que for considerado “material ofensivo”. Ainda segundo o projeto, o dinheiro deve ser recolhido pelos ISPs e repassado ao governo estadual. 

Segundo o texto, os provedores devem estabelecer “capacidade de bloqueio digital que torne inacessível conteúdo sexual ou material claramente ofensivo”. No caso de Rhode Island, isso enquadra representações ou descrições de atos sexuais, inclusive masturbação, sejam eles “normais ou pervertidos, reais ou simulados”.

Já “material ofensivo” significa qualquer coisa que seja “tão ofensiva que afronte os padrões correntes de decência”. Para desbloquear esse tipo de conteúdo, o projeto prevê que o internauta apresente pedido por escrito e identificação para provar ser maior de 18 anos e pague a taxa de US$ 20. 

* Com informações da Ars Technica


Dona das Casas Bahia e Ponto frio lança banco digital no Brasil

Grupo Via Varejo anunciou parceria com startup norte-americana Airfox, com foco em clientes de baixa renda e uso das 800 lojas físicas como pontos de atendimento no país.

Acessos acima de 34Mbps já são 30,6% da banda larga fixa no Brasil

Planos com maiores velocidades são os que mais cresceram nos quatro primeiros meses de 2019, embora 13,6% das conexões ainda sejam abaixo de 2 Mbps. Provedores Internet seguem sendo os impulsionadores do desempenho da banda larga fixa.

Serpro: O não consentimento será a exceção com dados pessoais

Diretor-Presidente do Serpro, Caio Paes de Andrade, lembra que, com o LGPD, um órgão público ou privado - poderá, sem consentimento, processar dados em situações como o cumprimento de um  contrato.

Mais de 22 mil conteúdos ilegais da Internet foram removidos no Brasil no 1º tri

A ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software) informa que esse montante é 9% maior do que o retirado no primeiro trimestre de 2018.

Peru, Colômbia, Equador e Bolívia se unem contra ICANN e Amazon

Presidentes dos quatro países contestam decisão favorável da ICANN à companhia norte-americana pelo domínio da Internet e acusam a entidade de conduzir uma governança inadequada da Internet.

Revista Abranet 27 . abril/junho 2019
Veja a Revista Abranet nº 27 A Convenção Abranet 2019 debateu economia, política e gestão. Cerca de cem empresas de internet e de tecnologia puderam ter uma visão mais clara sobre o que esperar no curto prazo. E muito mais.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G