GESTÃO

Tribunal troca pacote Microsoft Office por software livre LibreOffice

Convergência Digital* ... 01/03/2018 ... Convergência Digital

O Tribunal Regional Federal da 1ª Região, por meio do Comitê Gestor de Tecnologia da Informação (TI) da Justiça Federal, sob a argumentação dos altos custos requeridos para a atualização do pacote Microsoft Office, composto pelo Word, Excel, Outlook, Access, entre outros, informa que trocou os programas pelo software livre LibreOffice, alternativa já utilizada por diversos órgãos da administração pública.

Os sistemas de informação que se integram ao editor de textos Microsoft Word estão sendo reajustados para o Writer, também editor de textos, sem impacto para os usuários. Caso haja incompatibilidade técnica do Excel ou Access com o Calc ou o Base, programas correspondentes na solução LibreOffice, as unidades devem submeter, por meio de processo administrativo eletrônico (PAeSEI), requerimento à Diretoria-Geral demonstrando a incompatibilidade técnica dos documentos e das bases de dados antigas a ser confirmada pela Secretaria de Tecnologia da Informação (Secin).

O LibreOffice está sendo instalado em todos os computadores, e, por se tratar de um software muito similar ao utilizado anteriormente, não será necessária a realização de capacitação avançada aos usuários. O Tribunal disponibilizou material didático referente à utilização das funcionalidades básicas dos novos programas de interesse da Justiça Federal na página da Unicorp no portal do TRF1, além de inúmeros materiais disponíveis livremente na internet.

De acordo com a Secin, o microcomputadores e notebooks adquiridos no final de 2017 já estão sendo entregues e instalados sem o pacote Microsoft Office e com o LibreOffice instalado. Quanto às máquinas mais antigas, os usuários receberão comunicado prévio quanto à desativação e desinstalação do pacote Office.

*Com informações do TRF1ªregião


Paraná adota Inteligência Artificial em serviços ao cidadão

Os serviços desenvolvidos pela Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar)são as ferramentas eleitas pelo Governo do Estado para ampliar a digitalização dos serviços, revela André Telles, assessor especial de Gestão Inteligente e Inovação.

Plataforma consumidor.gov.br atinge a marca de 2 milhões de registros

No ano passado, o índice médio de solução de conflito foi de 81%.  Projeto completa cinco anos e envolve a Secretarian Nacional do Consumidor, do Ministério da Justiça e o Tribunal de Justiça de São Paulo.

Projeto de Lei quer enquadrar apps como 99 e Uber no Código do Consumidor

Hoje, diz o autor do PL, deputado Sérgio Vidigal (PDT/ES), o atendimento desses aplicativos é insatisfatório e viola as normas existentes de defesa do consumidor. Uma das medidas impostas é a obrigação de ter um SAC por telefone, funcionando 24 horas.

INPI promete reduzir prazo para registro de chips de 70 para 7 dias

Sistema batizado ‘e-Chip’ permitirá a solicitação online no caso de topografias de circuitos integrados. Plano de digitalização dos serviços também prevê que o Instituto vai aceitar pagamento por cartão, no lugar da GRU. 




  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G