SEGURANÇA

Secretário Geral diz que ONU precisa discutir tratado global sobre ciberguerra

Convergência Digital* ... 19/02/2018 ... Convergência Digital

O secretário geral das Nações Unidas, Antonio Guterres, defendeu a adoção de tratados globais sobre guerra cibernética que busquem minimizar o impacto sobre civis, especialmente diante da tendência de ataques cibernéticos massivos se tornarem os primeiros salvos em futuras guerras. 

“Episódios de guerra cibernética entre Estados já existe. O pior é que não existe qualquer esquema regulatório para esse tipo de conflito, não é claro como a convenção de Genebra ou leis internacionais humanitárias se aplicam”, discursou Guterres nesta segunda, 19/2, na Universidade de Lisboa. 

“Estou absolutamente convencido que, diferente de grandes batalhas do passado, que começaram com uma barragem de artilharia ou bombardeio aéreo, a próxima guerra vai começar com um ataque cibernético massivo para destruir capacidades militares e paralisar infraestrutura básica como redes elétricas”, afirmou.

Para ele, as Nações Unidas devem ser a plataforma onde os vários atores, de cientistas a governantes, possam se encontrar e discutir regras “que garantam um caráter mais humano” aos conflitos que envolvam tecnologia da informação, bem como para que a internet seja “um instrumento a serviço do bem”. 

*Com informações da Reuters


Soluções de Segurança para a Sociedade
Não delegue a segurança cibernética apenas para a TI

Para mitigar os riscos com ataques hackers, toda a corporação precisa se unir, adverte Jun Goto, vice-presidente Sênior da NEC Corporation.

Corporações se unem contra ataques cibernéticos

Pelo acordo a ser assinado, grandes empresas de tecnologia prometem "proteção igualitária" a clientes contra o uso indevido de sua tecnologia. "Independente da nacionalidade, geografia ou motivação do ataque", asseguram. Entretanto, o comunicado do acordo não deixa claro quanto isso vai custar aos clientes.

NIC.br contrata plataforma para proteger centro de operações de ataques DDOs

Brasil foi o 5º país mais visado por esse tipo de ataque no ano passado. "Não se trata de ser ou não atacado. O ataque vai acontecer, o que precisa é estar preparado", diz o  Gerente de Sistemas do NIC.br, Marcelo Gardini.

Golpe de recarga grátis afeta mais de 20 mil pessoas em menos de 24 horas

Apenas no mês de abril, revela o laboratório especializado em cibercrime Dfnder Lab, foram bloqueados mais de 15 golpes diferentes envolvendo compartilhamento no WhatsApp.

Quadruplica o número de ataques DDoS originados por dispositivos IoT no Brasil

Foram mais de 220 mil reportados voluntariamente ao CERT.br no ano passado. Entidade diz ainda que parte dos ataques DDoS também foi originada por roteadores e modems de banda larga no Brasil, seja porque estavam comprometidos ou porque possuíam serviços mal configurados, permitindo amplificação de tráfego.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G