Home - Convergência Digital

Anatel avalia destinar faixa de 3,5 GHz para 5G

Convergência Digital - Carreira
Luiz Queiroz* - 08/02/2018

A Anatel já começou a discutir internamente planos para o 5G no Brasil. Segundo o presidente da agência, Juarez Quadros, uma das possibilidades é destinar a faixa de 3,5 GHz para a nova tecnologia. Mas que também aguarda uma decisão internacional. 

“Já começa a discussão sobre o 5G. E falta definir as frequências para essa quinta onda. No mundo inteiro há trabalho à respeito. No momento estão sendo feitas experiências e ainda falta a UIT definir”, apontou Quadros em entrevista ao Portal Convergência Digital. 

“Temos aqui uma frequência de 3,5 GHz, que é propícia, mas também temos a expectativa de trabalhar com a frequência de 28 GHz, que está em discussão e em trabalhos de harmonização da UIT. Em nível internacional ela ainda não está padronizada”, lembrou. Assistam a entrevista com o presidente da Anatel, Juarez Quadros.

*Colaborou Luis Osvaldo Grossmann

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

17/08/2018
Por 5G, Vivo e Ericsson testam tecnologia MIMO em São Paulo

16/08/2018
Anatel prevê blocos de 10 MHz no uso da faixa de 2,3 GHz para 5G

09/08/2018
Anatel vai destinar faixa de 2,3 GHz para 5G

09/08/2018
Anteprojeto que muda Fust e Fistel chega ao MCTIC

09/08/2018
Anatel faz a maior apreensão de produtos não homologados em São Paulo

08/08/2018
Teles reduzem índice de queixas dos usuários. Pós-pago foi o mais reclamado

07/08/2018
4G em 700 Mhz está liberado em todas as capitais

07/08/2018
Obrigações acessórias em cloud colocam empresas na mira da Receita

07/08/2018
Anatel prorroga consulta sobre plano de redes e fará três audiências

06/08/2018
Fabricantes tornam Internet das Coisas um ambiente sem segurança

Destaques
Destaques

4G já alcança metade dos celulares no Brasil

No fim do primeiro semestre de 2018, país contava com 118 milhões de chips de quarta geração.

Banda larga móvel: América Latina cobra até três vezes mais pelo espectro

"Políticas de espectro que aumentam os preços e concentram-se em ganhos de curto prazo são incompatíveis com a economia digital", adverte o diretor da GSMA, Sebastián Cabello.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

A IA vai virar a economia de "cabeça para baixo" como um tsunami!

Por: Eduardo Prado *

O impacto só não vai ser mais ser mais rápido nas economias dos países por causa da falta de mão de obra de Inteligência Artificial por conta da carência de especialistas como cientistas de dados.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site