TELECOM

Credores viram acionistas e asseguram um aporte de R$ 4 bilhões na Oi

Ana Paula Lobo ... 20/12/2017 ... Convergência Digital

Os credores, que viraram acionistas, com a aprovação do plano de recuperação judicial da Oi, asseguraram um aporte de R$ 4 bilhões na Oi, mesmo com o voto contrário da Anatel e da AGU. "Os recursos estão assinados e acredito que esse aporte será feito antes dos 12 meses previstos (fevereiro de 2019)", afirmou o presidente da Oi, Eurico Teles, em entrevista à imprensa, logo após o fim da Assembleia de Credores da Oi, que durou mais de 15 horas para ser realizada.

"Hoje (20 de dezembro) foi um dia memorável para a Oi e para o setor de Telecom. A partir de hoje, a Oi será uma nova companhia. Temos um novo gás", acrescentou Teles. Com relação aos votos da AGU e da Anatel - os únicos que votaram contra - o presidente da Oi minimiza o conflito e diz não acreditar que a relação entre a operadora e a agência reguladora.

"A Anatel se manifestou contrária ao plano e colocamos o valor como residual. Eles estão no plano como um credor normal. A agência protocolou uma ação na justiça pedindo a retirada do valor da Recuperação Judicial. O litígio continua na Justiça", explicou.

Segundo Teles, o plano de recuperação judicial obteve quase 100% de aprovação e os questionamentos na Justiça não podem ser sobre a argumentação de legitimidade. "Isso é a prova que o plano é bom. Só AGU e Anatel votaram contra. Com uma aprovação dessa não há como falar que o plano não é legal", acrescentou.

O conselho transitório que ficará à frente da companhia terá a participação de três independentes, três dos credores, dois da Pharol e um da Société Mondiale (Nelson Tanure). "A implementação desse conselho é salutar para o andamento do plano e todos foram contemplados". Sobre os próximos passos, a Oi vai à Anatel para ter a anuência prévia, vai ao CADE e ao CVM e o plano será cumprido. Sobre novos acionistas, Teles foi taxativo.

“Estamos preparados para qualquer acionista. Somos a segunda maior operadora do mundo. é uma companhia que tem uma receita líquida de dia de 140 milhões. O plano será homologado rapidamente e os credores vão passar a acionistas e vão fazer o aporte", completou.

O Convergência Digital faz um resumo dos principais pontos aprovados na Assembleia Geral de Credores da Oi. São eles:

Principais pontos do plano de recuperação aprovado:


Conversão da dívida em até 75% do capital;

Aporte de R$ 4 bilhões por acionistas, com possibilidade de outros R$ 2,5 bilhões via mercado de capitais;

Créditos trabalhistas serão pagos a partir de 6 meses de carência em cinco parcelas mensais e sucessivas;

Créditos trabalhistas da Fundação Atlântico (fundo de pensão da Oi) terão carência de 5 anos e pagamento em seis parcelas anuais, corrigidas por INPC + 5,5% ao ano;

 Créditos com garantia real (BNDES) terão 6 anos de carência e serão pagos em 108 parcelas mensais sucessivas, corrigidas por TJLP + 2,94%;

Créditos quirografários Classe III terão 5 anos de carência e serão pagos em 24 parcelas semestrais, com juros anuais de 80% do CDI ou de 1,75% ao ano para dívidas em dólar;

Créditos quirografários de bondholders não qualificados terão desconto de 50% e pagamento em 12 parcelas semestrais, com juros de 6% ao ano, com carência de 6 anos;

Créditos quirografários de bondholderds qualificados são os passíveis de conversão em ações da Oi;

Créditos públicos (multas da Anatel) terão dois tratamentos: a parte já em esfera judicial em parcelas mensais ao longo de 20 anos, corrigidas pela Selic, e a parte administrativa (ainda na agência) terá carência de 20 anos e será paga em cinco parcelas anuais, corrigidas pela TR;




Oi sobe o tom e diz que acusações da AIDMIN são 'irresponsáveis e vazias'

Em nota oficial, operadora diz que foram proferidas acusações desprovidas de fundamentos pela 'suposta representante de minoritários' e diz que "os ataques não passam de denúncias vazias lançadas irresponsavelmente, contra a companhia".

Justiça impõe derrota aos acionistas minoritários da Oi

Determinação é para que Junta Comercial e CVM desconsiderem decisões da Assembleia Geral que mudou diretoria. 

Senado atrela renovação de outorgas ao bloqueio de celular em presídio

Projeto prevê uso do Fundo Penitenciário Nacional para a instalação dos bloqueadores, mas emenda admite que o custo seja repassado às operadoras e que licenças só sejam renovadas se medida for aplicada. 

AT&T prepara a venda do controle da Sky no Brasil

Operadora norte-americana teria pedido aos órgãos reguladores um pedido de IPO para vender suas ações na DirecTV Latin America, dona da Sky Brasil, ainda no primeiro semestre. A Sky está no segundo lugar no mercado de TV paga no Brasil.

Governo pede aprovação do PLC 79/16 em mensagem ao Congresso

“Faz-se necessária uma reforma regulatória que busque atualizar a legislação em vigor, visto que a concessão de telefonia fixa se torna cada dia menos atrativa, gerando riscos para a continuidade do serviço”, sustenta o Executivo.

TIM se prepara para sair da 'zona de conforto' na banda larga fixa

Operadora planeja ir além dos mercados do Rio de Janeiro e de São Paulo, revelou Stefano De Angelis. Ultra banda larga é uma janela de oportunidade para não ser perdida.


Veja a revista do 61º Painel Telebrasil 2017
Revista do 61º Painel Telebrasil 2017
A edição de 2017 do Painel Telebrasil enfatizou a necessidade de atualização do modelo de telecomunicações e a definição de uma agenda digital para o País.

Painel Telebrasil 2017 - Cobertura Especial ConvergênciaDigital


Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do Painel Telebrasil 2017

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G