TELECOM

Crise na Oi: Tanure quer cautelar da Anatel para impedir fundo Aurelius de ficar com a tele

Luís Osvaldo Grossmann ... 01/12/2017 ... Convergência Digital

A guerra de fundos para ficar com a Oi gerou nesta sexta-feira, 1º/12, uma reclamação na Anatel do Société Mondiale, de Nelson Tanure contra o Aurelius Capital, um dos chamados “fundos abutres” que compraram parte da dívida da operadora brasileira e se digladiam pelo espólio da tele. Segundo o Société, o Aurelius controla indiretamente a Nextel no Brasil. E, por isso, merece uma cautelar que o impeça de também tentar ficar com a Oi. 

O fundo de Tanure argumenta que já tendo baixado uma cautelar para impedir o avanço do contrato de suporte ao plano de recuperação tendo em vista risco à empresa, a Anatel deve fazer o mesmo para bloquear o fundo Aurelius e associados. 

“Deve ser adotada medida cautelar semelhante, impedindo-se que a Companhia celebre qualquer contrato, instrumento, aceite deliberar sobre plano de reestruturação ou se engaje em quaisquer negociações que tenham por objetivo conferir materialidade jurídica a uma operação que possa vir a implicar a transferência do seu controle para quaisquer dos fundos do grupo Aurelius até que se conclua, em definitivo, a presente reclamação administrativa”, diz o documento. 

O Société detém cerca de 5% do capital da Oi e acabou por se tornar o controlador da empresa na prática, estando à frente das tratativas do plano de recuperação da maior operadora brasileira. E trata o fundo Aurelius como o principal adversário para um acordo para as dívidas de R$ 65 bilhões que colocam a tele em risco de falência.

Dessa montanha, cerca de R$ 32 bilhões, ou coisa de US$ 10 bilhões, são dívidas com credores privados, dos quais o Aurelius teria uns US$ 500 milhões, mas se posiciona como líder de um grupo de fundos com cerca de US$ 2,5 bilhões em dívidas da Oi. 

A proposta do Aurelius é converter as dívidas da operadora em 88% do controle da companhia, oferta em total colisão com o plano apresentado pelos controladores da tele (leia-se Société Mondiale e os portugueses da Pharol, ex Portugal Telecom, que detém mais de 22% da Oi). E o próprio tom da reclamação na agência é de guerra. “A Companhia vem sofrendo diuturnamente achaques por parte de um grupo de credores especuladores, que pretendem impor, à força, a conversão dos seus créditos em capital da Companhia e, com isso, tornarem-se controladores da Oi”, diz a queixa na Anatel, que acusa o Aurelius de adotar uma “campanha de tomada hostil”. 

A base da reclamação é que “o grupo Aurelius, sozinho, detém 16,86% do capital social da [NII Holdings] controladora da Nextel e da Nextel Part. Se ele vier a deter o controle compartilhado de 88% do capital da Oi, além da capacidade de indicar dois terços do conselho de administração da Companhia, ter-se-á fatalmente uma hipótese de sobreposição de outorgas vedada pela Anatel”. Por isso, alega o Société, “a Proposta Alternativa [do Aurelius pela Oi] afronta absolutamente a regulamentação do setor de telecomunicações brasileiro”.


Eletrosul testa suporte por satélite com Telebras e Hughes

Com 11 mil km de linhas de transmissão, a empresa é responsável por aproximadamente 10% do sistema de transmissão do País. Piloto terá duração de 60 dias.

Oi unifica mainframes para acelerar serviços digitais

Tele também montou o Centro de Gerência de Serviços, em Brasília, com a missão de unificar as ações em áreas como recarga de pré-pago e faturamento.

Sercomtel terá 90 dias para se defender da caducidade das outorgas

Novo presidente da operadora paranaense foi à Anatel pedir autorização para vender imóveis e gerar caixa, mas uma decisão depende do processo de extinção das licenças em curso, que pode levar 12 meses. 

Anatel nega cautelar para afastar fundo da Oi, mas vai apurar controle da Nextel

Para a agência, controle da tele não passa de hipótese e depende da conversão da dívida por ações como proposto pelo fundo. Em Nova York, Aurelius foi derrotado na tentativa de tirar a recuperação judicial do Brasil. 

Comissão aprova projeto que obriga teles a fazerem bloqueio de telemarketing

Proposta original para cadastro de ‘não perturbe’ deixava a tarefa com os Procons. Mas substitutivo aprovado na Comissão de Defesa do Consumidor da Câmara transfere a responsabilidade para as operadoras de telecomunicações.

Atenta à Internet das coisas, Anatel quer mudar certificação de equipamentos

Como defendeu o relator da proposta que vai à consulta pública, Leonardo de Morais, o crescimento exponencial esperado com a IoT exige mudanças. “A certificação de conformidade na forma atualmente estabelecida seria ineficiente e mesmo impraticável”, afirmou.


Veja a revista do 61º Painel Telebrasil 2017
Revista do 61º Painel Telebrasil 2017
A edição de 2017 do Painel Telebrasil enfatizou a necessidade de atualização do modelo de telecomunicações e a definição de uma agenda digital para o País.

Painel Telebrasil 2017 - Cobertura Especial ConvergênciaDigital


Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do Painel Telebrasil 2017

  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G