Home - Convergência Digital

WhatsApp consome menos dados. Messenger vence em vídeo

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital - 14/11/2017

A Proteste, entidade de defesa dos consumidores, fez um teste para avaliar aplicativos de mensagens que também fazem chamadas de voz. A pesquisa avaliou o consumo de dados, a demora para completar as ligações, a qualidade das chamadas de vídeo e o uso de criptografia. 

Segundo a entidade, o Whatsapp foi o app que apresentou o menor consumo de dados, tanto em versões Android como iOS. “Dos aplicativos avaliados, o Whatsapp foi o que menos consumiu dados nessa função tanto no Android quanto no iOS. Em um mês, por exemplo, ao falar todo dia durante 30 minutos, o consumidor gasta do seu pacote de dados 264 megabytes (MB) no Android e 300 MB no iOS”, afirma a Proteste. 

Diz ainda o estudo que “na qualidade da chamada, o Viber (Android) se destacou, por ter pouco retorno de voz no 3G e no 4G, e no Wi-Fi não mostrou atraso. O pior avaliado foi o Hangout (Android), que teve retorno e atraso na voz visíveis no 3G, 4G e no Wi-Fi. Já no iOS, todos foram considerados bons, em especial, o Facetime.

A avaliação da entidade é de que “a diferença de gasto é sutil entre as tecnologias 3G e 4G ou até mesmo no Wi-Fi em uma ligação por voz. A diferença só será sentida caso a conversa seja muito longa”. Há também maior consumo quando são chamadas de vídeo. 

“Para realizar ligações por vídeo, a melhor opção é o Messenger no Android, que apesar de apresentar som baixo, teve pouco atraso na voz e na imagem. No iOs, o Facetime fez a diferença, mais uma vez, com quase nenhum atraso e boa qualidade de imagem”, diz a Proteste.

O levantamento avaliou também a demora para a chamada ser iniciada após apertar o botão ‘ligar’ com o aplicativo aberto no celular que vai receber a ligação. O Hangout (iOS) se saiu pior, porque levou mais de cinco segundos chamar, mesmo fazendo barulho sonoro de estava chamando. O Google Duo (Android e iOS), WhatsApp (iOS), Messenger (iOS) e Facetime (iOS) foram os melhores avaliados, com menos de 3 segundos. 

Já quando os aplicativos estão fechados, que é a situação mais comum, a ligação demora mais tempo. O Skype levou 13 segundos no Android e 9 segundos no iOS. A média geral dos aplicativos aumentou e poucos conseguiram manter o toque no mesmo tempo do app aberto.  

Entre os aplicativos analisados, a Proteste destacou que Skype e o Viber oferecem ligações para telefones fixos e móveis, por isso exigem pagamento desses serviços. Mas em geral os aplicativos precisam apenas dos dados da franquia de internet para funcionar.

Finalmente, o levantamento apontou que Hangout e Skype não oferecem criptografia das mensagens de ponta-a-ponta e “por isso foram considerados ruins”.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

10/12/2018
STF: Relatores dizem que é inconstitucional barrar apps de transporte

29/11/2018
Serviço de streaming de esporte chega ao Brasil e usa YouTube e Facebook

26/11/2018
Governo repagina troca de aplicativos e lança Rede Gov.br

12/11/2018
Empresa cria app para concorrer com Uber e atender periferia de São Paulo

04/10/2018
Desenvolvedor móvel pode receber até R$ 13 mil

26/09/2018
Eleições: Nordeste lidera denúncias via app do TSE

05/09/2018
Kotlin: a linguagem de programação que conquistou os apps

03/09/2018
Uber pode dispensar motorista que não atende políticas da empresa

29/08/2018
Oitenta e nove dos 100 apps mais populares do Android ferem a privacidade

27/08/2018
TRT-SP decide que motorista tem vínculo com Uber

Destaques
Destaques

5G exige pelo menos 100 MHz para cada operadora no Brasil

O tema preocupa a coordenação de espectro do 5G Brasil, uma vez que foram destinados 300 MHz na faixa intermediária e há quatro operadoras nacionais.

Segurança cibernética é crítica para o avanço do 5G

O tema é considerado polêmico - até em função das questões políticas que o envolvem como a briga China x EUA -, mas precisa ser debatido, observa Gustavo Correa Lima, engenheiro do CPqD.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

Desvende 10 mitos sobre os cartões biométricos

Por Cassio Batoni*

Como toda nova tecnologia, os questionamentos sobre a sua segurança e e a sua confiabilidade ainda existem e são compreensíveis, mas ela veio para ficar. A impressão digital surge como a confirmação principal de que o usuário é quem diz ser.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site