NEGÓCIOS

Economia digital não pode ser privilégio da elite brasileira

Ana Paula Lobo e Pedro Costa ... 20/10/2017 ... Convergência Digital

As novas diretrizes de políticas públicas para Telecomunicações têm como prioridade explicitar que todo e qualquer recurso público será destinado para levar banda larga para quem ainda não a tem.

O objetivo, sustenta Laerte Cleto, diretor do Departamento de Telecomunicações do MCTIC, é garantir que a economia digital não fique restrita apenas à elite nacional. Mas há um senão: sem dinheiro, não haverá como aplicar na prática a estratégia.

"Se não tivermos os recursos necessários, entre eles, a aprovação do PLC 79, não teremos como atuar para reduzir a desigualdade. Agora está no papel: o dinheiro vai para quem não tem. Não será aplicado nas cidades onde já há competição", frisa Cleto. A consulta pública do MCTIC sobre as diretrizes públicas de Telecomunicações irá até o dia 17 de novembro. Assistam a entrevista.


3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018 - Cobertura Especial Convergência Digital
Brasscom lança manifesto para construir um Brasil Digital e Conectado

Entidade quer a colaboração da sociedade e de entidades de TI ou não para entregar um documento aos presidenciáveis. "Tecnologia precisa ser prioridade nacional", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.


Veja a cobertura da 3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018

Com iZettle, PayPal entra na 'guerra das maquininhas' no Brasil

Aquisição da startup custou US$ 2,2 bilhões. No Brasil, a sueca iZettle tem manufatura local das maquininhas na Zona Franca de Manaus com o objetivo de atender pequenos comerciantes.

Xerox rejeita proposta de US$ 6,1 bi da Fujifilm e vai à leilão

Era turbulenta da ex-dona do mercado de impressão segue. Acionistas conseguiram vetar a aquisição da companhia pela rival japonesa. Objetivo é conseguir uma proposta mais elevada.

Banco Votorantim assume custódia e movimentação das contas da fintech Neon

Instituição substituirá o Banco Neon, que sofreu liquidação extrajudicial do Banco Central.

Banco Central regulamenta a atuação das fintechs de créditos

Autoridade monetária estabeleceu limites para empréstimos  'peer-to-peer lending' abaixo do que o mercado esperava. BC projeta que entre 10 a 30 empresas estão contempladas na regulamentação, que passa a ter validade imediata. ABFintechs, que reúne 354 empresas, diz que 'legislação traz mais confiança'.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G