Home - Convergência Digital

Profissional do futuro é um análogo do canivete suíço

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo e Pedro Costa - 26/09/2017

As novas tecnologias estão refazendo o perfil do profissional e quem não mudar corre o risco de desaparecer, advertiu o consultor Marcos Semola, ao participar de seminário que discutiu o uso da Inovação e da Tecnologia na Educação, na 15ª do Rio Info.

Segundo ele, o departamento de Recursos Humanos tradicional - que funciona numa caixinha - vai estar sempre ligado às empresas tradicionais. "Vão sempre cumprir ordens", observa. As corporações mais antenadas nem têm mais RH. Elas contratam profissionais capacitados para cumprir o papel de atrair, motivar, preparar e dar suporte ao funcionário para que ele cumpra as suas funções da melhor maneira possível.

O perfil do novo chefe também passa por mudanças, disse Semola. Mais que chefe, esse profissional é um líder que não pode temer os seus funcionários. "Não há mais lugar para o chefe que quer obediência dos seus comandados. Se ele agir assim, vai morrer sozinho no departamento", preconizou. E numa analogia, compara o profissional do futuro ao canivete suíço: esse especialista terá de ter capacidades polivalentes. Assistam a entrevista.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

30/08/2018
É hora de correr para formar mão de obra para Internet das Coisas

21/08/2018
Desenvolvedores: fusão de Inteligência Artificial com IoT é realidade

21/08/2018
Multinacionais devem usar 'remédios legais' na disputa com a Receita Federal

20/08/2018
Universidade ABES quer formar líderes para comandar os robôs

15/08/2018
Pessoas são o porquê da transformação digital

08/08/2018
Paraná reforça governança e se torna 2º estado mais exportador de TI

07/08/2018
Médias empresas de TICs estão largadas à própria sorte e sem políticas públicas

03/08/2018
Paraná coordenará rotas de TI com Inteligência Artificial no Brasil

18/06/2018
Diferença entre homens e mulheres em TI só cai com mais mulheres no setor

25/05/2018
GSMA: Diferença entre mulheres e homens preocupa na América Latina

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Como a expatriação fortalece empresa e funcionários?

Por MarcosSantos*

O processo, que consiste em enviar profissionais para trabalhar na unidade da mesma empresa em outro país, promove uma troca de conhecimento entre a equipe da unidade estrangeira e novo colaborador, uma experiência enriquecedora de ampliação de  expertises e de uma nova atmosfera de trabalho.

Destaques
Destaques

Empregos em TI dobram em 10 anos e passam de 500 mil no Brasil

O Panorama do Setor de TICs 2018, elaborado pela Assespro Nacional, em parceria com a Assespro Paraná e a Universidade Federal do Paraná avaliou o período de 2006 a 2016. São Paulo lidera com 43% dos empregos, bem à frente dos demais Estados.

Decisão do STF a favor da terceirização não respalda a pejotização

Advogados procurados pelo portal Convergência Digital sustentam que a dispensa de empregados para a contratação como terceirizados pode caracterizar a subordinação e punição à corporação

'Jogo de cintura' não é balela. É sobrevivência

Mas toda flexibilidade exige limite. Um profissional precisa ter uma meta, um plano de carreira bem claro. A inflexibilidade também tem um custo para o profissional que se recusa a ver os novos tempos.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site