Home - Convergência Digital

Um em cada quatro internautas brasileiros fez graduação online

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 10/08/2017

Uma pesquisa online, nacional, realizada no CONECTAi Express, apurou que 44% dos entrevistados já fizeram algum curso online, sendo que a maioria realizou cursos livres (55%). Mas, o que chama atenção no levantamento, é que 35% realizaram graduação ou pós-graduação à distância, sendo 24% cursos de graduação e 11% de pós-graduação.

Um dos cursos mais procurado é o de idiomas, com 19%, superando inclusive o Técnico, com 16%.
O estudo aponta também que os cursos a distância são mais comuns entres os internautas das regiões Norte e Centro-Oeste e das classes A e B. A pesquisa foi realizada com 2.000 internautas em junho de 2017 por meio do CONECTAi Express, pesquisa trimestral, online, multiclientes, com cobertura nacional.

O acesso à educação de maneira mais flexível, com a opção de gerenciar com autonomia o horário e local de estudo conforme as necessidades de cada um são, segundo os entrevistados, algumas das vantagens do ensino a distância (EAD) em relação ao modelo tradicional.

Um estudo divulgado em maio, durante o 10º Congresso Brasileiro de Educação Superior Particular (Cbesp), revelou que educação superior a distância cresce no país em ritmo mais acelerado que a educação presencial.

Os dados do último Censo da Educação Superior – de 2015 – mostraram que enquanto o ensino presencial teve um crescimento de 2,3% nas matrículas em 2015 em relação a 2014, o ensino a distância (EaD) teve expansão de 3,9%. Mas há críticas à modalidade.

Um dos aspectos que mais pesam na permanência dos alunos, segundo o fundador da Educa Insights, que trabalha com pesquisas de mercado, Luiz Trivelato, é o relacionamento com estudantes. A Educa Insights fez uma pesquisa para ver como agiam as instituições que ofertam EaD.

"Houve instituições que durante o ciclo que experimentamos estar com eles, durante quatro meses não nos procuraram nenhuma vez. A gente não ia às aulas e simulava não fazer as atividades e não éramos procurados", disse.

A falta de contato, segundo ele, é um dos fatores que leva à evasão dos estudantes. "Aquelas instituições que conseguiram manter uma proximidade com os alunos, foram as que obtiveram êxito na pesquisa. "Foram aquelas que provocaram, que buscaram, que reforçaram para o aluno a importância de estudar, que ofereceram opções de estudo", afirmou Trivelato.

Dados apresentados no evento apontam que a rede privada concentra a maior parte das matrículas na modalidade – 1.265.359 – o representa 90,8% do total de 1.393.752 registradas em 2015. Apesar do aumento do número de concluintes, que cresceu 23,1%, índice maior que nos presenciais, que foi de 9,4%, muitos estudantes ainda deixam o curso sem concluí-lo. Nas instituições privadas, a taxa de evasão nos cursos a distância é 35,2%, superior à evasão nos cursos presenciais, que é 27,9%.

*Com Agência Brasil


Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

12/06/2018
Celulares já respondem por um terço das vendas online

09/04/2018
Provedores preparam 'lista negra' unificada para reduzir spam

22/03/2018
Decreto cria estrutura multissetorial para cuidar da transformação digital

21/03/2018
Estratégia Digital reúne antigas demandas e programas repaginados

07/11/2017
Falta ao Brasil discussão estruturada para regular a economia digital

31/10/2017
CADE faz estudo favorável ao Uber e sugere desregulamentação para táxis

20/10/2017
Economia digital não pode ser privilégio da elite brasileira

10/08/2017
Um em cada quatro internautas brasileiros fez graduação online

15/05/2017
Congresso Nacional cria Frente Parlamentar de Economia Digital

11/04/2017
Brasileira Dinamize desembarca no exterior com a revitalização do email

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Expatriação une patrões e empregados

Por Marcos Santos*

O processo, que consiste em enviar profissionais para trabalhar na unidade da mesma empresa em outro país, promove uma troca de conhecimento entre a equipe da unidade estrangeira e novo colaborador, uma experiência enriquecedora de ampliação de  expertises e de uma nova atmosfera de trabalho.

Destaques
Destaques

Brasileiro revela pavor de perder o emprego

Estudo da Confederação Nacional da Indústria mostra que os profissionais brasileiros nunca ficaram tão preocupados com o emprego quanto agora. Sentimento cresce entre os homens, mas são as mulheres as mais assustadas com a possibilidade de demissões.

Profissional do futuro simplesmente não existe

A advertência foi feita pela futurista Lala Deheinzelin, criadora do movimento "Crie Futuros". Segundo ela, já não se pode mais pensar em uma profissão ou em um profissional. É preciso imaginar células, cada uma com sua capacidade. A união de todas elas é que será, de acordo com a especialista, capaz de nos levar a um mundo desejável.

Flexibilização no trabalho: prática bem longe da realidade no Brasil

Pesquisa mostra que 75% dos brasileiros ainda trabalham no formato tradicional: no escritório e no horário comercial. Estudo mostra ainda que 58% das empresas não fornecem recursos suficientes para viabilizar o home office.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site