TELECOM

Parados no TCU, TACs renascem na MP do parcelamento de dívidas

Luís Osvaldo Grossmann ... 08/08/2017 ... Convergência Digital

Surgiu na Medida Provisória 780, que cria o Programa de Regularização de Débitos não Tributários, uma nova chance para os Termos de Ajustamento de Condutas firmados pelas operadoras de telecomunicações e pela Anatel. A proposta de conversão em lei dessa MP incluiu a possibilidade de que as dívidas possam ser convertidas em compromissos de investimentos. Ou quase. Na versão atual, somente os juros poderão virar TACs. 

A Anatel tenta fazer TACs para, pelo menos, R$ 9,1 bilhões, em valores de 2016 e não corrigidos. Mas primeiro o que seria firmado com a Oi e depois o da Telefônica sofrem resistências do Tribunal de Contas da União. E a agência diz que os acordos só valem se forem assinados na virada para 2018. 

Uma nova possibilidade apareceu em uma das 55 emendas à MP 780, a de número 23, da deputada Gorete Pereira (PR-CE). Ela previa “a conversão, no todo ou em parte, de multas em investimentos”. Mas o relator, Wilder Morais (PP-GO), deu paternidade à Anatel e preferiu salvar “o pagamento do principal em dinheiro” e restringiu eventuais TACs a “juros e multas”. 

“Seguindo a sugestão apresentada por representantes da Anatel na audiência pública para instruir a matéria, estamos propondo alteração no art. 2o da MPV para permitir que o pagamento de juros e multas possam ser parcialmente convertidos em projetos de investimentos compatíveis com as prioridades estabelecidas pelo Poder Executivo. Com essa alteração, espera-se maior adesão de empresas ao PRD, o que garante o pagamento do principal em dinheiro, reforçando o caixa do governo, e, simultaneamente, melhoria da infraestrutura.”

Assim, dentre as quatro possibilidades de parcelamento de dívidas dentro deste programa – em 2, 60, 120 e 240 parcelas – Morais inseriu que no ajuste de 20% mais 239 parcelas mensais os mencionados juros e mora possam virar compromissos de investimentos: 

IV - pagamento da primeira prestação de, no mínimo, vinte por cento do valor da dívida consolidada, sem reduções, e parcelamento do restante, sem descontos, em até duzentas e trinta e nove prestações mensais. 

(...)

§ 7o Ao optar pela modalidade de pagamento prevista no inciso IV do caput, o devedor poderá propor a conversão de parte ou da totalidade dos juros e da multa de mora em compromissos de execução de projetos de interesse do Poder Público, nos termos da regulamentação de cada autarquia ou fundação pública federal, quando a dívida consolidada for superior a cem milhões de reais.”


Internet Móvel 3G 4G
Aumento de 44% nos ataques aos smartphones no Brasil

DFNDER Lab, da PSafe, diz que de julho a setembro, os ataques malware chegaram a 5,58 milhões. Links maliciosos passaram dos 100 milhões no ambiente móvel.

Recuperação judicial: Oi mantém proposta de parcelar dívida com Anatel em até 20 anos

Operadora também prevê negociação para a conversão de multas em investimentos (TACs). A agência reguladora é, hoje, a maior credora da tele com dívida, orçada pela Oi, em R$ 10 bilhões. E pela Anatel em R$ 13 bilhões. Nova versão do plano de recuperação judicial foi apresentada à Justiça. Assembleia de credores está marcada para o dia 23 de outubro.

Só um em cada três clientes recomendaria a sua operadora na América Latina

Em ranking das melhores empresas em seis países da região, realizado pela Everis, Brasil aparece na décima colocação. Resolução rápida dos problemas segue sendo a maior reivindicação dos usuários de serviços.

STF devolve projeto da nova Lei de Telecom para o Senado

Confirmando a expectativa positiva dos presidentes das operadoras, o ministro Alexandre de Moraes, determinou ao Senado a análise dos recursos referentes ao projeto 79/16 e o submeta ao plenário da casa para votação.

CEO da Ericsson adota cautela com condenação da Lei de Informática na OMC

CEO global da fabricante, Börje Ekholm, ressaltou que o mundo caminha para o software e que a empresa irá produzir onde 'for mais produtivo e lucrativo'. Brasil está entre os 10 mercados principais da multinacional. Sobre o 5G, o CEO foi taxativo: operadoras não podem mais perder tempo.

Telecom sofre forte queda, mas ainda lidera receita do setor de serviços

Pesquisa Anual dos Serviços do IBGE, referente a 2015, mostra que Telecomunicações gerou uma receita de R$ 162 bilhões, mas caiu de 18,9% no ranking para 11,3%. Tecnologia da Informação também perdeu posição para outros segmentos.

Claro Brasil: Modelo é o culpado pelo fracasso da interiorização da banda larga

Presidente da Claro Brasil, José Félix, sustentou que do jeito que está o modelo de telecom não tem mais jeito.


Veja a revista do 60º Painel Telebrasil 2016
Revista do 60º Painel Telebrasil 2016
O Brasil enfrenta uma de suas mais graves crises, e as telecomunicações em banda larga são essenciais para a retomada do desenvolvimento sustentável, com inclusão social, na moderna sociedade da informação e do conhecimento. Este foi o mote dos debates durante o 60º Painel Telebrasil, realizado nos dias 22 e 23 de novembro, em Brasília.

  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G