Home - Convergência Digital

BI, big data e cientista de dados: salários entre R$ 12 mil a R$ 30 mil no Brasil

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 07/08/2017

Os cargos de diretores de BI, Big Data e de cientista de dados foram os que mais cresceram em TI no primeiro semestre, revela levantamento realizado pela Michael Page, empresa de recrutamento executivo de média e alta gerência, parte do PageGroup. De acordo com a consultoria, outros setores que identificaram a busca por profissionais foram os de Vendas, Marketing, Farma/ Saúde e Finanças.

“Verificamos que alguns segmentos já começam a reagir. Mesmo com o cenário político conturbado, algumas empresas procuraram buscar profissionais de olho numa possível melhora da economia. Alguns indicadores já apontaram essa gradual recuperação econômica, refletindo diretamente nas estratégias das empresas. Com essa sensível melhora, as companhias acabam se preparando para uma eventual retomada do crescimento e esse ajuste passa pela contratação de profissionais que possam dar o suporte necessário”, explica Ricardo Basaglia, diretor executivo da Michael Page. 

Em TI, o cargo de head de BI e Big data tem salários variando entre R$ 20 mil a R$ 30 mil. Segundo a Michael Page, é uma posição relativavmente nova e esses profissionais cuidam da gestão e análise de dados. Quem também está em alta é o Cientista de Dados. O salário desse especialista varia entre R$ 12 mil a R$ 15 mil. Vejam as especificações selecionadas pela Michael Page.

TI

Cargo: Head de BI e Big Data

O que faz: gestão e análise de dados com o objetivo de garantir mais eficiência e rentabilidade, e também obter insights que contribuam com a expansão do negócios.

Perfil: É uma posição relativamente nova no mercado, os clientes priorizam candidatos com experiência em liderança de projetos de BI e BIG Data.

Salário: R$ 20 mil a R$ 30 mil

Percentual de aumento no semestre: posição nova

Motivo para alta em 2017: esses profissionais cuidam da gestão e análise de dados com o objetivo de garantir eficiência e rentabilidade. Cada vez mais serão imprescindíveis para a competitividade das empresas, e já são requisitados em tomadas de decisões, sobretudo para encontrar informações qualitativas, métricas, indicadores e as variáveis de risco ao negócio.

Cargo: Cientista de dados

O que faz: é dedicado a soluções complexas que envolvem garimpar, analisar e enxergar tendências em dados e tem a curiosidade de explorar quais são os problemas que precisam ser resolvidos.

Perfil: Formação em grande parte ligada à área de exatas: matemática, ciências da computação, análise de sistemas, estatística, física.

Salário: R$12 mil a R$ 15 mil

Percentual de aumento no semestre: posição nova

Motivo em alta 2017: As empresas estão desenvolvendo suas áreas de inteligência de mercado, CRM / DBM, análise de dados estruturados e não estruturados. Isso mostra a consolidação da área digital e tecnologia atuando diretamente no negócio das empresas.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

10/10/2017
Saiba o que realmente importa num currículo de emprego

28/09/2017
Google lança versão 3.0 de aplicativo de capacitação profissional

18/09/2017
Jovem brasileiro quer inovação, mas também quer carteira de trabalho

15/09/2017
Empresa de TI abre 107 vagas em 16 estados

14/09/2017
Setor de TI apresenta saldo positivo de contratações no Brasil

06/09/2017
Sobram vagas para engenheiro de software e desenvolvedor

31/08/2017
Analista de suporte tem salto no salário em São Paulo

29/08/2017
PMEs são a base do emprego no Brasil

21/08/2017
Empresa de TI tem 12 vagas para atuação em São Paulo e Rio Grande do Sul

17/08/2017
Indústria eletroeletrônica: Menos da metade das vagas fechadas foi reativada

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Quatro lições para dar coragem e autonomia às pessoas

Por Amanda Matos Cavalcante*

As pessoas são os principais e mais importantes ativos de uma corporação.

Destaques
Destaques

Profissional do futuro é um análogo do canivete suíço

Esse especialista terá de reunir capacidades polivalentes, diz o consultor Marcos Semola. O especialista também decreta: O RH que pensa na caixinha está morto.

Reforma trabalhista: Não haverá contrato novo ou velho

“Se não, muitos empresários poderiam dispensar os trabalhadores da ‘lei velha’ e contratar outros com contrato novo, pela ‘lei nova’. Para não haver esse perigo, a lei aplica-se a todos os contratos em vigor no Brasil”, explica o Juiz do Trabalho, Marlos Melek.

BI, big data e cientista de dados: salários entre R$ 12 mil a R$ 30 mil no Brasil

Pesquisa revela que corporações brasileiras buscam especialistas nessas áreas para conduzir seus negócios.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site