Home - Convergência Digital

BI, big data e cientista de dados: salários entre R$ 12 mil a R$ 30 mil no Brasil

Convergência Digital - Carreira
Convergência Digital* - 07/08/2017

Os cargos de diretores de BI, Big Data e de cientista de dados foram os que mais cresceram em TI no primeiro semestre, revela levantamento realizado pela Michael Page, empresa de recrutamento executivo de média e alta gerência, parte do PageGroup. De acordo com a consultoria, outros setores que identificaram a busca por profissionais foram os de Vendas, Marketing, Farma/ Saúde e Finanças.

“Verificamos que alguns segmentos já começam a reagir. Mesmo com o cenário político conturbado, algumas empresas procuraram buscar profissionais de olho numa possível melhora da economia. Alguns indicadores já apontaram essa gradual recuperação econômica, refletindo diretamente nas estratégias das empresas. Com essa sensível melhora, as companhias acabam se preparando para uma eventual retomada do crescimento e esse ajuste passa pela contratação de profissionais que possam dar o suporte necessário”, explica Ricardo Basaglia, diretor executivo da Michael Page. 

Em TI, o cargo de head de BI e Big data tem salários variando entre R$ 20 mil a R$ 30 mil. Segundo a Michael Page, é uma posição relativavmente nova e esses profissionais cuidam da gestão e análise de dados. Quem também está em alta é o Cientista de Dados. O salário desse especialista varia entre R$ 12 mil a R$ 15 mil. Vejam as especificações selecionadas pela Michael Page.

TI

Cargo: Head de BI e Big Data

O que faz: gestão e análise de dados com o objetivo de garantir mais eficiência e rentabilidade, e também obter insights que contribuam com a expansão do negócios.

Perfil: É uma posição relativamente nova no mercado, os clientes priorizam candidatos com experiência em liderança de projetos de BI e BIG Data.

Salário: R$ 20 mil a R$ 30 mil

Percentual de aumento no semestre: posição nova

Motivo para alta em 2017: esses profissionais cuidam da gestão e análise de dados com o objetivo de garantir eficiência e rentabilidade. Cada vez mais serão imprescindíveis para a competitividade das empresas, e já são requisitados em tomadas de decisões, sobretudo para encontrar informações qualitativas, métricas, indicadores e as variáveis de risco ao negócio.

Cargo: Cientista de dados

O que faz: é dedicado a soluções complexas que envolvem garimpar, analisar e enxergar tendências em dados e tem a curiosidade de explorar quais são os problemas que precisam ser resolvidos.

Perfil: Formação em grande parte ligada à área de exatas: matemática, ciências da computação, análise de sistemas, estatística, física.

Salário: R$12 mil a R$ 15 mil

Percentual de aumento no semestre: posição nova

Motivo em alta 2017: As empresas estão desenvolvendo suas áreas de inteligência de mercado, CRM / DBM, análise de dados estruturados e não estruturados. Isso mostra a consolidação da área digital e tecnologia atuando diretamente no negócio das empresas.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

21/02/2018
Mais de 150 vagas de empregos em TI

30/01/2018
Google traz para o Brasil serviço que ajuda na busca de emprego

29/01/2018
Mulheres são as maiores vítimas da automação dos empregos

26/01/2018
Geração Y: o que eles querem de um trabalho?

23/01/2018
Área de TI volta a contratar depois de dois anos de retração no Brasil

18/01/2018
IOS abre cerca de 1.300 vagas para cursos gratuitos de capacitação profissional em TI

17/01/2018
Empresas de TI oferecem mais de 300 vagas

15/01/2018
Investigador de dados: Uma função a mais para o profissional de TI

08/01/2018
MOIP abre processo seletivo de equipe Global de DevOps no Brasil

07/12/2017
Fuja, corra, dos reclamões!

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Quatro lições para dar coragem e autonomia às pessoas

Por Amanda Matos Cavalcante*

As pessoas são os principais e mais importantes ativos de uma corporação.

Destaques
Destaques

Área de TI volta a contratar depois de dois anos de retração no Brasil

Pesquisa diz que as empresas estão retomando a contratação de profissionais seniores por conta dos projetos de IoT, Segurança da Informação e Inteligência Artificial.

Um em cada cinco trabalhadores dependerá da Inteligência Artificial

Confundir IA com automação por conta das previsões pessimistas de perdas de emprego ofusca o maior benefício da tecnologia, adverte o Gartner. Consultoria projeta a criação de dois milhões de novos postos de trabalho, por conta da IA, até 2025.

Linguagem C desbanca Java e Python e assume liderança entre os desenvolvedores

Índice Tiobe mostra ainda que há novas linguagens ganhando força, entre elas, a R, que subiu do 16º lugar para o 8º lugar.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site