INCLUSÃO DIGITAL

REPNBL ganha sobrevida e projeto prevê entrada de empresas do Simples

Da redação ... 11/07/2017 ... Convergência Digital

A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviço aprovou proposta que permite a apresentação de projetos para o Programa Nacional de Banda Larga para Implantação de Redes de Telecomunicações (REPNBL-Redes) até 30 de junho de 2021. No caso de projetos nas regiões Norte e Nordeste do País, o prazo será 30 de junho de 2024.

A proposta altera a Lei 12.715/12, que instituiu o REPNBL-Redes. O programa ofereceu isenções dos tributos IPI, PIS/Pasep e Cofins para instalação, ampliação ou modernização de redes de telecomunicações destinadas ao tráfego de dados em banda larga. O prazo para apresentação de projetos ao Ministério das Comunicações era 30 de junho de 2015, e o programa foi encerrado em 2016.

O texto aprovado é o parecer com complementação de voto da relatora, deputada Conceição Sampaio (PP-AM), ao Projeto de Lei 3863/15, da Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática. O projeto original previa o prazo de 30 de junho de 2018 para a apresentação dos projetos.

Empresas do Simples

A proposta também altera a Lei 12.715/12, para permitir que pessoas jurídicas optantes pelo Simples Nacional possam aderir ao REPNBL-Redes. A lei atual impossibilita essa adesão.Além disso, prevê que a data de realização das construções, implantações, ampliações ou modernizações de redes de telecomunicações seja prorrogada de 31 de dezembro de 2016 para 31 de dezembro de 2024. No caso de das regiões Norte e Nordeste, esse prazo será encerrado em 31 de dezembro de 2027.

Segundo a relatora, dados do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações apontam que, durante a vigência do programa, foram aprovados 1.150 projetos entre dezembro de 2013 e junho de 2015, com um valor total de investimento de R$ 13,2 bilhões. Cerca de metade do montante aprovado foi destinado à ampliação de redes de telefonia móvel, e outros R$ 5 bilhões foram direcionados a redes de acesso óptico. O restante foi relacionado a redes de cabo de metal e a satélites.

Ainda conforme a deputada, aproximadamente 60% dos investimentos foram destinados à região Sudeste, e a região Nordeste recebeu 22% dos aportes. Em seu conjunto, os projetos beneficiaram cerca de três mil localidades. “Consideramos que é importante que o prazo de apresentação dos projetos seja prorrogado, de forma a assegurar a expansão das conexões dos domicílios brasileiros, sobretudo no interior, à rede mundial de computadores em banda larga”, afirmou Conceição Sampaio.

A proposta, que tramita em regime de prioridade, será analisada agora pelas comissões de Finanças e Tributação; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Em seguida, será votada pelo Plenário.

*Com informações da Câmara Federal


TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

TV Digital: Depois do Rio, atraso de emissoras deve adiar desligamento no interior de SP

Entre os cariocas, uma certa ‘informalidade’, leia-se os 'gatos' nos serviços de televisão afetaram a pesquisa sobre preparação dos domicílios para o apagão analógico. Mas, em regiões como Franca e Jundiaí, o atraso é mais complexo e envolve a própria transmissão digital.

Governo estabelece o fim do feriado regulatório para fibra óptica

Governo quer fazer um diagnóstico das redes de acesso existentes no país. "Temos poucos dados e eles estão desatualizados", observa o diretor de Banda Larga do MCTIC, Artur Coimbra.

Telecentros renovam fôlego e ganham novo status na Inclusão Digital

A consulta pública aberta pelo governo para definir novas políticas públicas para Telecomunicações vai tratar de um tema caro: o compartilhamento e tratamento de dados, revela Américo Bernardes, Diretor do Departamento de Inclusão Digital do MCTIC.

MCTIC abre consulta para plano que prioriza a banda larga em Telecomunicações

“O principal objetivo é levar conectividade para onde ela não existe. E o Decreto esclarece quais são as prioridades”, resume o secretário André Borges. Texto vai receber contribuições por 30 dias. 

Celular é o principal meio de acesso à Internet nas classes D e E

Pesquisa do CGI.br mostra ainda que oito em cada 10 crianças e adolescentes entre 9 e 17 anos são usuários da Internet no Brasil. Levantamento mostra ainda que 42% dos adolescentes tiveram contato com publicidade não apropriada para a idade.

Programa de R$ 450 milhões vai espalhar WiFi grátis pela Europa

Aprovado pelo Parlamento Europeu, plano prevê a implementação de 6 mil a 8 mil pontos até 2020. 



  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G