INCLUSÃO DIGITAL

Quase três anos depois, provedores ainda lutam por preço menor por postes

Luís Osvaldo Grossmann ... 05/07/2017 ... Convergência Digital

Alvos de um seminário promovido nesta quarta, 5/7, pela Anatel, os pequenos provedores de acesso a internet aproveitaram a reunião para lembrar que ainda existe uma série de gargalos que dificulta a atuação dessas empresas no mercado. Em especial, apontam para problemas na aplicação do valor de referência no aluguel de postes do setor elétrico. 

“O provedor, para ser competitivo, chega com internet em valor reduzido e acaba com tíquete médio baixo. E precisa, portanto, ter custos reduzidos, e um desses fatores é o poste. Mas como foi demonstrado no estudo recente de uma consultoria, o preço dos postes ainda vai de R$ 3 a mais de R$ 20”, destacou o diretor da Abranet, André Costa. 

Vale lembrar que no fim de 2014, depois de muitas tratativas, Anatel e Aneel chegaram aos R$ 3,19 como valor de referência para o aluguel de ponto nos postes do setor elétrico pelas empresas de telecom. A queixa dos provedores é que o abismo por porte no preço cobrado permaneceu. 

Como emenda o diretor de regulação da Abrint, Carlos Godoy, o desequilíbrio é ruim para o mercado. “É necessário equilíbrio competitivo dos pequenos com grandes operadoras. Na questão dos postes, ganhamos mas não levamos. A Anatel, em esforço louvável, conseguiu acertar o preço, mas três anos depois continuamos pagando valores absurdos, muito diferente do cobrado das operadoras de grande porte, porque as ofertas publicas não aconteceram.”

Franquia

Os provedores também lamentam o avanço do PL 7182/17 (antes PLS 174/16, no Senado), que proíbe a venda de acesso a internet com previsão de limites de dados, as franquias. “Vemos com preocupação avanço do PL, porque apesar do avanço da fibra, a maior parte dos clientes ainda é atendida por rádio, o que dificulta comercialização exclusiva de planos sem franquia. Caso o PL seja aprovado, haverá aumento de preço do usuário final ou redução das velocidades disponíveis para os assinantes. É importante que Anatel conclua o mais rápido possível a análise de impacto regulatório para informar o quanto antes aos parlamentares sobre os impactos”, disse Godoy.


Carreira
Google terá treinamento gratuito para desenvolvimento Web em open source

O AMP, abreviação de Accelerated Mobile Pages, é uma iniciativa de código aberto que visa tornar a web melhor para todos. Iniciativa acontece em São Paulo e vai reunir desenvolvedores, especialistas em TI e CTOs.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Via Direta recorre e diz que STF legitimou ‘escândalo’ entre Telebras/Viasat

Empresa do Amazonas disparou contra o STF.  "Ao permitir o funcionamento do SGDC, Vossa Excelência(referindo-se a ministra Carmen Lúcia) legitimou o maior escândalo das telecomunicações de toda história brasileira”, escreveu na petição, o dono da Via Direta, Ronaldo Tiradentes.

Facebook abandona projeto de drones para conectar áreas remotas

Empresa anunciou que vai desativar a unidade que construiu o Aquila, o veículo não tripulado do tamanho de um Boeing 737 que prometia irradiar internet. Rival Google ficou sozinha com o projeto Loon, de balões para a Internet.

TV Digital: Sobras de recursos devem comprar mais conversores

Estimativas são de que haverá disponível cerca de R$ 600 milhões dos R$ 3,6 bilhões que o leilão da faixa de 700 MHz destinou à TV Digital, suficiente para comprar cerca de 3 milhões de novos kits.

Juiz de Fora, MG, é número 1 na oferta de serviços digitais em ranking das teles

Operadoras expandiram o ranking das cidades amigas da banda larga para avaliar também as que oferecem serviços digitais aos cidadãos.No ranking das cidades amigas da Banda Larga, Uberlândia se mantém com a liderança. Brasília e São Paulo estão nos últimos lugares.

Hughes vai ofertar banda larga via satélite em mais 1000 cidades no Brasil

Cobertura servirá para os Estados do Amapá, Amazonas e Rondônia. Serviço será vendido a partir do terceiro trimestre. Velocidades de acesso estão entre 10 Mbps e 25 Mbps.

Cabo e fibra superam rádio como principal conexão nas prefeituras

Segundo a nova pesquisa TIC Governo Eletrônico, avanço foi especialmente puxado por municípios do Nordeste e com até 100 mil habitantes.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G