TELECOM

"Não existe meia tecnologia. 4.5G não é um standard", posiciona o CTO da TIM Brasil

Ana Paula Lobo e Pedro Costa ... 29/05/2017 ... Convergência Digital

A evolução do 4G está acontecendo e trará melhorias para as infraestruturas de telecomunicações, mas, não existe meia tecnologia, posiciona o CTO da TIM Brasil, Leonardo Capdeville. Em entrevista à CDTV, do portal Convergência Digital, ele diz que, hoje, 4,5G é mais um posicionamento de marketing. "Não é um standard de tecnologia", sustenta.

Com mais de 60% do tráfego na rede da TIM já sendo proveniente da rede 4G, a operadora investe na evolução da infraestrutura. Capdeville elenca três transformações em curso: a primeira é o carrier agregation, que é a combinação de frequências distintas- 2,6GHz, 1.8 MHz e 700 Mhz.

"Estamos investindo em carrier agregation e vamos cada vez mais, mas o problema é que menos de 3% dos smartphones estão preparados para combinar as frequências", salienta. A segunda evolução é a modulação para 256 QAM. Hoje as teles trabalham com 64 QAM. A TIM está fazendo testes em São Paulo e Brasília e planeja ter 256 QAM em todos os sites até o final deste ano. A terceira etapa é o MIMO, que é a combinação de antenas tanto na rede como nos smartphones.

A questão é que, hoje, apenas um modelo de smartphone está preparado para o MIMO, e ainda assim, só o hardware. O software ainda não está disponível. "São evoluções que estão acontecendo e que trarão melhorias evidentes para a rede 4G, mas elas ainda estão longe da massificação", explica Capdeville.

Sobre o 5G, o CTO da TIM é taxativo: a rede não será voltada para a mobilidade. Ela virá para aplicações dedicadas, até em função da cobertura limitada. "Nas provas de conceitos, o 5G está sendo usado para substituir a rede fixa na última milha", diz. Nessa trajetória, preconiza, o 4G como se conhece deverá continuar como padrão de mobilidade para os próximos sete a 10 anos. Capdeville fala ainda sobre o futuro das redes 2G e 3G no Brasil. Assistam a entrevista com o CTO da TIM Brasil.


Internet Móvel 3G 4G
Facebook, com WhatsApp e Facebook Messenger, é monopolista na mensageria móvel

Pesquisa mostra que a empresa lidera fácil o consumo das OTTs móveis no mundo. Os cinco países com as maiores bases de usuários de apps de mensageria são também aqueles com as maiores populações: China, Índia, EUA, Brasil e Indonésia, revela estudo da eMarketer.

Plano Nacional de Conectividade estimulará um novo regulamento de qualidade

Dos 54 indicadores usados no monitoramento da qualidade dos serviços, apenas 14 são baseados na percepção do usuário.

São Paulo e Rio de Janeiro lideram desativações na telefonia fixa

No mês de maio, a telefonia fixa registrou 41.293.287 de linhas em operação, 16.931.393 para as autorizadas e 24.361.894 para as concessionárias, revelam dados da Anatel. Em 12 meses, foram quase dois milhões de linhas desativadas

Anatel impõe pagamento de R$ 63,625 milhões à Hispamar para prorrogar licença satelital

A Hispamar, que no Brasil tem joint-venture com a Hispasat, terá de pagar a mais para estender a sua licença de operação até outubro de 2030. Valorização fica em torno de 120%.

Portabilidade: manter o número do celular é prioridade do brasileiro

Entre os meses de janeiro e junho deste ano, foram efetivadas 644 mil (25%) transferências de operadoras de telefonia para usuários de serviço fixo e 1,93 milhão (75%) para os do serviço móvel.

Pesquisa diz que 6,3% dos assinantes vão trocar TV paga por vídeo online

Outros 3,4% vão ficar somente com a TV aberta, conforme estudo feito no mercado brasileiro. Levantamento mostra que 67,3% assistesm filmes na banda larga, sendo que 36,2% o fazem pelo Netflix.

Para Cade, negócio AT&T/Time Warner é complexo e requer análise profunda

Nota técnica da Superintendência-geral lembra que "operação proposta pode resultar em uma estrutura verticalizada que, em tese, teria incentivos para práticas anticoncorrenciais".


Veja a revista do 60º Painel Telebrasil 2016
Revista do 60º Painel Telebrasil 2016
O Brasil enfrenta uma de suas mais graves crises, e as telecomunicações em banda larga são essenciais para a retomada do desenvolvimento sustentável, com inclusão social, na moderna sociedade da informação e do conhecimento. Este foi o mote dos debates durante o 60º Painel Telebrasil, realizado nos dias 22 e 23 de novembro, em Brasília.

  • Copyright © 2005-2017 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G