SEGURANÇA

Windows 7 foi o maior vetor de 'infecção' do WannaCry

Convergência Digital* ... 22/05/2017 ... Convergência Digital

Quase 98% dos 300 mil computadores afetados pelo ransomware WannaCry em 150 países utilizavam alguma versão do sistema operacional Windows 7, relatou o Kaspersky Lab. O WannaCry, que começou a se espalhar na sexta-feira, 12/05, e chegou também ao Brasil, ameaça bloquear arquivos de vítimas que não pagarem a soma de US$ 300 a US$ 600 dentro de uma semana da invasão.

Segundo o diretor de pesquisa da empresa, Costin Raiu, o número de máquinas com o Windows XP é "insignificante". O sistema operacional era um dos principais apontados pela facilidade da invasão, já que a Microsoft deixou de oferecer suporte a ele há cerca de três anos. O segundo sistema mais infectado foi o Windows 2008 R2 Server, responsável por volta de 1,5% dos ataques.

De acordo com o site de monitoramento Net Market Share, o Windows 7, lançado em 2009, ainda é o sistema operacional mais comum no mundo, presente em 48,5% dos computadores. Quando são analisadas apenas as máquinas com o sistema da Microsoft, esse número sobe para 54%. Isso porque o Windows está presente em 92% dos PCs do mundo, não 100%.

*Com agências internacionais


Soluções de Segurança para a Sociedade
Não delegue a segurança cibernética apenas para a TI

Para mitigar os riscos com ataques hackers, toda a corporação precisa se unir, adverte Jun Goto, vice-presidente Sênior da NEC Corporation.

Em menos de um mês, 2,5 milhões de brasileiros caem em golpes pelo WhatsApp

Levantamento do Kaspersky Lab indica que estratégia é associar golpes a marcas famosas como Walmart, Assaí, Caixa Econômica, Burger King, Kibon, Spotify, Banco do Brasil, Santander, O Boticário, Lojas Americanas e Senac. 

Mais de 1 milhão de brasileiros acessam golpe de emprego pelo WhatsApp

Mais uma vez, os cibercriminosos usam a falsa promessa de emprego fácil para atrair os internautas.

Internet das Coisas dispara o número de ataques hackers a sistemas Linux

Novos botnets, entre eles, um 'renovado' Mirai, que em 2016 causou bastante estrago, são esperados para este ano.

Nova quebra de segurança conseguiu alterar software da urna eletrônica

“Fizemos o equivalente a um ‘jailbreak’ de um telefone celular moderno, só que na urna eletrônica”, explica o professor Diego Aranha, que a exemplo de 2012 liderou equipe que demonstrou vulnerabilidades do equipamento. 



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G