NEGÓCIOS

Windows engole o Linux e 'mata' open source nos servidores

Ana Paula Lobo ... 19/04/2017 ... Convergência Digital

A 28ª Pesquisa Anual do Uso de TI nas Empresas, divulgada pelo Centro de Tecnologia de Informação Aplicada da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (GVcia) FGV EAESP, nesta quarta-feira, 19/04, revela um dado significativo: o Linux cada vez mais perde espaço no Brasil.

De acordo com o levantamento, o sistema operacional da Microsoft, o Windows, detém 97% do mercado nos computadores pessoais e 73% nos servidores empresariais, com uma média de crescimento nos últimos três anos nesse segmento. Os sabores Unix - AIX, HP UX, Solaris- respondem por apenas 6% do mercado. "E são muito mais manutenção dos equipamentos do que vendas novas", pontua Meirelles. Na pesquisa em 2016, O Linux se manteve com 16%, o que significa que novas vendas não estão acontecendo com o sistema operacional. Os sabores Unix caíram 1%.

Nos computadores pessoais, o Linux está com apenas 1%. E nos servidores, onde já chegou a arranhar a Microsoft, esse percentual caiu e está, hoje, em 16%. Outros sabores open source respondem por 5%. "O Linux não se encontrou no Brasil. A interface é complicada e a tendência é de cair mais", projeta Meirelles.

Com relação aos  bancos de dados, Oracle, com 42% e Microsoft, com 31%, dominam o mercado brasileiro. Progress e IBM ficam bem atrás, cada uma, com 5%. "Esse é um mercado onde o domínio da Oracle e da Microsoft está muito consolidado. No mercado pessoal, a Oracle também está à frente da MS, por conta do MySQL", reporta o especialista da FGV.

Ainda no mercado empresarial, o bom e velho Excell segue em absoluta liderança de uso no Brasil. A planilha eletrônica da Microsoft é usada por 93% das empresas.


Cloud Computing
Nuvem será a base de 85% dos aplicativos de negócios até 2025

Cloud computing vai estar presente em todos os lugares e empresas nos próximos sete anos. Assim como a Inteligência Artificial em nuvem reduzirá o custo e a barreira de entrada e abrirá uma mina de ouro para o potencial de inovação e experimentação científica.

Clientes acusam NegocieCoins, do Banco Bitcoin, de sumir com dinheiro das contas

Apesar de ter 200 ações correndo na Justiça, na sexta-feira, 09/08, a corretora seguia vendendo bitcoins operando um volume de R$ 3,2 milhões. Companhia diz ter sido alvo de uma tentativa de fraude, em processo de investigação pela Polícia Civil.

Com Brasil à frente, investimentos em busca de “unicórnios” são recorde na América Latina

Os investimentos de venture capital quadruplicaram, para US$ 2 bilhões, nos últimos dois anos. Valor já superado em sete meses de 2019.

Justiça não pode relativizar registro concedido pelo INPI

A 2ª Câmara de Direito Empresarial do Tribunal de Justiça de São Paulo entendeu que empresa de alimentos não poderia usar nome ‘Natura’, como reclamou a empresa de cosméticos. 

Passa a valer obrigação de reportar à Receita a compra e venda de criptomoedas

O Fisco relata que o mercado de moedas digitais no Brasil possui mais investidores que a Bolsa de Valores de São Paulo (B3), que têm cerca de 800 mil pessoas cadastradas. Além disso, esse mercado movimentou, apenas em 2018, mais de R$ 8 bilhões no país.


3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018 - Cobertura Especial Convergência Digital
Brasscom lança manifesto para construir um Brasil Digital e Conectado

Entidade quer a colaboração da sociedade e de entidades de TI ou não para entregar um documento aos presidenciáveis. "Tecnologia precisa ser prioridade nacional", diz o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.


Veja a cobertura da 3º Seminário Brasscom de Políticas Públicas & Negócios 2018

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G