Home - Convergência Digital

Brasil terá 1 smartphone para cada habitante ainda em 2017

Convergência Digital - Carreira
Ana Paula Lobo - 19/04/2017

Os smartphones estão provocando uma ruptura nos processos empresariais e no modo de consumo de Tecnologia no Brasil. Tanto é assim que cada brasileiro terá um smartphone até o final deste ano, projeta o professor Fernando Meirelles, do Centro de Tecnologia de Informação Aplicada da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (GVcia) FGV EAESP. Atualmente, o número de smartphones está em 198 milhões. Nos próximos dois anos, o total poderá chegar a 236 milhões.

Nesta quarta-feira,19/04, a entidade divulgou a 28ª Pesquisa Anual do Uso de TI nas Empresas, com a participação de 2540 empresas de médio e grande porte do Brasil. O estudo, em contrapartida, revela que a venda de PCs - desktops, notebooks e tablets - despencou quase 15% e ficou em 12 milhões de unidades em 2016. Em três anos, a queda contabilizada é de quase 50%. E para este ano, numa estimativa otimista deve manter esse mesmo montante, ou seja, 12 milhões de unidades relatou Meirelles.

O levantamento da FGV mostra que, hoje, existem 166 milhões de computadores (desktop, notebook e tablet) em uso no Brasil. Isso significa que são 4 computadores para cada 5 habitantes. A previsão de chegar a 1 por 1 foi adiada para 2020/2022. "O Brasileiro não deixou de comprar tecnologia. Ele deixou de comprar computador. O smartphone é o objeto de desejo e por isso está batendo a marca de 1 para 1 ainda em 2017. Ele causa uma ruptura no consumo pessoal e no consumo empresarial. As empresas não têm como impedir o BYOD, ou seja, que cada funcionário use o seu dispositivo. O smartphone é pessoal e intransferível", avalia Fernando Meirelles.

A pesquisa mostra ainda que, hoje, o Brasil possui 280 milhões de dispositivos móveis conectáveis à Internet no Brasil, ou seja, notebook, tablet e smartphone, o que representa 1,4 dispositivo portátil por habitante (140%). O levantamento apura ainda que, no mundo, existem, hoje, 8.5 bilhões de telefones (incluindo telefones fixos), 6 bilhões de TVs e 5 bilhões de computadores (desktops, notebooks e tablets).

"Para 2018, a nossa principal decisão será considerar o smartphone um computador ou não. Em 2017, não consideramos, mas estamos bem perto de achar isso. Hoje, o smartphone é computador dos jovens. A ruptura é real e está mudando a indústria", completou o professor Fernando Meirelles. Ainda segundo os dados, o Brasil vendeu 1,8 bilhão de telefones, sendo metade desse montante para a China.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

28/05/2019
Celulares Top vendem menos e modelos básicos turbinam fabricantes chinesas

03/05/2019
Apple despenca e Huawei assume segundo lugar no ranking de celulares

26/04/2019
Parte das empresas brasileiras admite que sem TI não há negócio

25/04/2019
Brasil precisa decifrar a transformação digital pelos smartphones

22/04/2019
Crise econômica e alta nos preços travam a venda de smartphones no Brasil

26/02/2019
Maioria descarta ficar um único dia sem celular

11/02/2019
Guerra comercial entre EUA e China derruba Apple

14/01/2019
Dólar valorizado travou a venda de smartphones no Brasil

09/11/2018
Huawei supera Apple e se sustenta na 2ª posição do mercado de smartphones

25/10/2018
Samsung processa ‘embaixadora’ da marca por usar iPhone em público

Destaques
Destaques

Para injetar R$ 200 bilhões na economia, IoT tem de ficar livre das amarras tributárias

Relator da proposta de tributo zero para Internet das Coisas, deputado Eduardo Cury, do PSDB/SP, disse que o setor precisa municiar o Parlamento com dados para convencer à Casa a conceder a desoneração.

5G exige muito espectro para entregar tudo que se espera da tecnologia

Anatel, indústria e teles sustentam que a nova onda tecnológica só vai atender as demandas esperadas se tiver frequência suficiente para melhorar os serviços.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV
Veja mais artigos
Veja mais artigos

O potencial pouco explorado da Internet das Coisas

Por Daniel Kriger*

A grande mudança que a Internet das Coisas (IoT – Internet of Things) trará para a vida das pessoas está além da facilidade de se preparar um café, programar um banho quente ou economizar na conta de luz. Dar conectividade a objetos e abrir espaço para comandos inteligentes em inúmeras tarefas do dia a dia é um dos principais propósitos de IoT. Mas não é só isso.


Copyright © 2005-2019 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site