Clicky

Venda de chips desaba e TIM perde segunda posição para a Claro

Luís Osvaldo Grossmann ... 18/08/2016 ... Convergência Digital

O mercado de telefonia móvel segue o ajuste iniciado ainda em 2015, primeira vez em que um ano terminou no Brasil com menos celulares ativos do que no início. No geral, a queda se dá em ritmo menor – foram 4,4 milhões de chips a menos no primeiro semestre deste 2016, contra os 23 milhões do ano passado. Mas em junho a queda voltou a ser significativa, com recuo de 1,8 milhão de acessos.

O impacto, porém, não se dá de forma igual. Entre as quatro principais operadoras do país, a Vivo foi a única das teles que disputam em nível nacional que chegou a junho um pouquinho maior do que estava em janeiro, com 35,3 mil adições líquidas no período. 

Na outra ponta, a Tim foi quem mais perdeu clientes, respondendo sozinha por metade (portanto 2,2 milhões) do tombo do semestre. A Claro também sofreu, mas um pouco menos, com perda de 1,8 milhões de chips ativos. E como resultado, o grupo mexicano voltou a superar o italiano com 64,2 milhões de clientes na Claro frente os 63,9 milhões na Tim. Finalmente a Oi, que amarga um ano particularmente difícil, perdeu somente 507 mil acessos. 

4G

A perda é concentrada nos acessos pré-pagos, como a confirmar o ajuste na base de chips brasileira a partir das reduções da taxa de interconexão – ou seja, ficando um pouco mais barato ligar para outra operadora, reduz-se a necessidade de se manter mais de um chip. 

De janeiro a junho, o número de chips ativos pré-pagos caíram 5,7 milhões, enquanto os pós-pagos terminaram o semestre com uma base 1,3 milhão maior, o que também sugere algum nível de migração de um tipo de serviço para outro. 

Outro indicador nesse sentido é o crescimento ainda forte dos serviços LTE. No fim de 2015, eram 25,4 milhões de acessos 4G, número que passou para 39,7 milhões no fim de junho – uma alta de 56%. 


Internet Móvel 3G 4G
De saída, Trump amplia bloqueio à Huawei e revoga licenças para componentes

Governo dos EUA notificou fornecedores como Intel que está revogando licenças de componentes e vai rejeitar pedidos pendentes. No Brasil, grande imprensa noticia que Huawei contratou o ex-presidente Michel Temer para atuar como lobista em Brasília.

Minicom cede Artur Coimbra para ser corregedor da ANPD

O secretário de radiodifusão, Max Martinhão, acumula interinamente a Secretaria de Telecomunicações. Segundo a pasta, ainda não há novo nome para substituir Artur Coimbra.

Abinee: Diferença de custo entre migração e mitigação no 5G é menor do que apontam teles

Estudo indica valores semelhantes aos projetados pela Anatel, de R$ 1,1 bilhão para o uso de filtros e R$ 1,8 bilhão para mudança da recepção de antenas para a banda Ku.

Anatel apreende 15 mil carregadores de celulares na 25 de Março, em São Paulo

Equipamentos não homologados foram avaliados em R$ 180 mil e foram recolhidos em um único distribuidor. Outros 11 mil carregadores foram apreendidos em três operações durante o mês de novembro.

TIM: dizer que 5G DSS não é o 5G é obrigatório para não queimar a tecnologia

Operadora informa que vai ter o 5G DSS em 12 capitais para testes em bairros, mas sustenta que a transparência é crucial. "O 5G DSS tem latência do 4G", afirma o CTIO, Leonardo Capdeville. Nas capitais, o 5G DSS será exclusivo para mobilidade. O acesso banda larga fixa - FWA - continuará em piloto.




  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • O Portal Convergência Digital é um produto da editora APM LOBO COMUNICAÇÃO EDITORIAL LTDA - CNPJ: 07372418/0001-79
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G