INOVAÇÃO

Inovação está fora do orçamento de boa parte do mercado de TI

Ana Paula Lobo* ... 26/07/2016 ... Convergência Digital

Pelo menos 20% das empresas brasileiras do setor de TI não fazem qualquer tipo de investimento em Pesquisa e Desenvolvimento, revela o Censo de TI 2015, realizado pela Assespro, em conjunto com a Federação Iberoamericana de Entidades de Tecnologia da Informação e Comunicação (Aleti), divulgaram dados do Censo de TI de 2015.

O relatório mostra ainda que entre as empresas que dizem ter ações de P&D, a maioria dedica apenas dois funcionários na área. Pelo estudo, 80% das empresas brasileiras têm áreas de P&D reduzidas entre zero e cinco funcionários. O levantamento mostra dados preocupantes: 30% das empresas dizem investir apenas 0,25% da receita em Inovação.

A quarta edição do Censo de TI 2015 reuniu respostas de 950 empresas, de 23 países - espalhadas por quatro continentes. As companhias brasileiras correspondem a 55% do total da amostra, o que permitiu uma comparação do cenário local em âmbito regional e global. Outro estudo recém-divulgado, dessa vez pela Anjos do Brasil, também mostra que está faltando dinheiro para a inovação das startups.

O trabalho apontou que, ao final de 2015,foram contabilizados 7.260 investidores anjos no país, sendo que cada um deles pretende investir R$ 234 mil nos próximos dois anos, o equivalente a R$ 1,7 bilhão. A queda é significativa com relação à pesquisa de 2014, quando o potencial indicado chegava a R$ 2,9 bilhões.

Em 2015, os anjos investiram R$ 784 milhões em startups brasileiras, 14% a mais do que no ano anterior. Ainda não há estimativa para 2016, mas a previsão é de manter a tendência de queda. De acordo com a Anjos do Brasil, hoje, existem  mais de quatro mil startups no país.

Para Cassio Spina, fundador e presidente da Anjos do Brasil, a despeito da perspectiva de crescimento no investimento anjo brasileiro, a crise econômica demonstra ter um impacto na desaceleração desta atividade.

Segundo a organização, são necessários estímulos para que o investimento anjo atinja seu potencial de incentivo e capitalização para startups inovadoras. No WCIT 2016, Congresso Mundial de Tecnologia da Informação, que acontecerá de 03 a 05 de outubro, em Brasília, a Inovação será debatida por especialistas mundiais. Para saber mais sobre o evento, clique aqui.


Cloud Computing
Prefeitura de Jundiaí usa IA e nuvem pública da IBM no combate à Covid-19

A assistente virtual, MILLA, é baseada no IBM Watson Assistant, para oferecer à população da cidade do interior paulista um canal de fácil acesso para tirar dúvidas de como agir de forma rápida e apropriada.


Indústria de semicondutores reage à liquidação da Ceitec

Em nota, associação nacional do setor indica “preocupação” com a medida. “Liquidação distanciará ainda mais o Brasil do conhecimento de ponta.”

OBr.Global promove bootcamps Live sobre empreendedorismo

Aceleradora, especializada em internacionalização das empresas, ensinará técnicas adotadas no Vale do Silício, nos EUA.

Política de informática foi feita para o hardware, mas deu certo com o software

Para Sílvio Meira, a estratégia que o Brasil quer desenhar para Inteligência Artificial precisa desafiar à produção nacional para trazer os resultados pretendidos.

Open Banking faz XP ir às compras no Brasil

XP anunciou a aquisição de participação majoritária na fintech Fliper, responsável, hoje, por mapear R$ 7 bilhões lem investimentos na sua plataforma.

Software livre venceu e desapareceu. Agora tudo é serviço.

Como lembrou o cientista e professor Sílvio Meira, ao participar do Convergência Digital em Pauta, até o Windows passou a rodar sobre fundação Linux.  O mundo, hoje, é de quem tem o serviço como diferencial de concorrência.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G