SEGURANÇA

Edward Snowden projeta equipamento que avisa se smartphone foi ‘grampeado’

Luis Osvaldo Grossmann* ... 22/07/2016 ... Convergência Digital

O ex-espião Edward Snowden, em conjunto com o hacker Andrew Huang (mais conhecido como ‘Bunnie’ Huang) apresentaram nesta semana no MIT (o Instituto de Tecnologia de Massachusetts) a proposta de um equipamento capaz de identificar se um smartphone está de alguma forma ‘grampeado’, emitindo ou recebendo sinais de rádio estranhos a suas funções normais. 

O objetivo, segundo explicam em um paper chamado Neutralizando Abusos Legais da Vigilância Digital, é oferecer um monitoramento constante sobre emissões de sinais de rádio pelo smartphone. Eles explicam que mesmo quando o aparelho é colocado em ‘modo avião’, ele ainda permite explorações indevidas – e, por exemplo, continua enviando localização por GPS. 

Para desenvolver o conceito, Snowden e Huang projetaram o que chama de ‘máquina introspectiva’ com base nas especificações técnicas de um iPhone 6 – mas como também indicam no paper, o objetivo é ter uma ferramenta que funcione tanto em sistemas iOS quanto Android. 

O equipamento, que funciona como um mini osciloscópio, é conectado à entrada do SIM card – que é movido para a ‘máquina instrospectiva’ – de forma ler os sinais das antenas do smartphone, GPS, Bluetooth, WiFi e modem. Ao analisar os sinais dessas diferentes formas de rádio, o aparelho modificado alerta se houver transmissões que não deveriam estar acontecendo. 

Expressamente, o primeiro foco é em fornecer ferramentas seguras para jornalistas – Snowden é diretor da Fundação Liberdade de Imprensa – mas como ressaltam, trata-se de uma ferramenta para proteger qualquer um da vigilância, notadamente estatal. 


Soluções de Segurança para a Sociedade
Não delegue a segurança cibernética apenas para a TI

Para mitigar os riscos com ataques hackers, toda a corporação precisa se unir, adverte Jun Goto, vice-presidente Sênior da NEC Corporation.

Mutação do Wannacry determina novo alerta à Segurança da Informação

Variante do ransomware - que parou várias empresas em 2017 - causou estragos na Taiwan Semiconductor Manufacturing (TSMC), fabricante de chips e fornecedora da Apple. Orientação dos especialistas é cuidar da atualização dos sistemas.

Custo de dado roubado ou perdido no Brasil fica, em média, em R$ 268

Levantamento apura ainda que o tempo médio para conter uma violação de dados no Brasil está em 100 dias. Já o tempo para identificar a violação dos dados caiu de 250 dias para 240 dias.

Bancos ingleses têm três meses para mostrar planos de segurança cibernética

No Brasil, resolução do Banco Central, de abril deste 2018, deu um ano para que as instituições financeiras aprovem políticas de segurança e planos de resposta a incidentes.

Malware mineradores de criptomoedas crescem 629% no 1º trimestre

Relatório de segurança mostar que os hackers invadiram o mundo das bitcoins sequestrando os navegadores das vítimas ou infectando seus sistemas para minerar criptomoedas legítimas. Amostras recolhidas chegaram a 2,9 milhões nos três primeiros meses do ano.



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G