INTERNET

Justiça usa Marco Civil para negar remoção de vídeo de ‘cura homossexual’

Luís Osvaldo Grossmann ... 29/06/2016 ... Convergência Digital

Ao negar a remoção de um vídeo do YouTube, o Tribunal de Justiça de São Paulo firmou o que parece ser a primeira decisão do país com base no Decreto 8.771/16, que regulamentou a Lei 12.965/14, mais conhecida como Marco Civil da Internet. 

“Tata-se da primeira decisão que se tem notícia a aplicar o Decreto regulamentador. A decisão é integral e exemplarmente alicerçada no Marco Civil”, destaca o advogado e professor Omar Kaminski ao analisar o caso no Observatório do Marco Civil da Internet (omci.org.br). 

O caso envolve uma igreja pentecostal na capital paulista – a Igreja Apostólica Plenitude do Trono de Deus – que tenta remover da internet um vídeo que expõe um ritual de “cura homossexual”, aparentemente gravado por um celular e disponibilizado no canal Evidências Conectadas, no YouTube. 

A igreja Plenitude acionou o TJSP contra a Google para retirar o vídeo do ar. Mas para o juiz Fernando Tasso, da 15a Vara Cível, não é o caso de garantir tutela antecipada para tal. Segundo ele, em princípio há interesse público em que o conteúdo seja mantido. 

“Trata-se, num juízo preliminar, de expressão do pensamento sem a violação do direto à imagem de qualquer indivíduo. Ademais, nos termos em que é dado ao juiz decidir pela Lei 12.965/14, reputo que há interesse da coletividade (artigo 19, §4 do Marco Civil) em ter acesso ao conteúdo, em prestígio à liberdade de expressão, e a partir dele tirar suas próprias conclusões.”

Mas o juiz entende que a igreja tem direito a conhecer o responsável pela divulgação das imagens e é nesse ponto em que adota o rito previsto na regulamentação do Marco Civil para exigir que a Google forneça em cinco dias os dados cadastrais do responsável pelo canal Evidências Conectadas. Ao mesmo tempo, determinou que o vídeo seja preservado por, pelo menos, seis meses. 

Como destaca o advogado Omar Kaminski, esse é um daqueles casos em que a tentativa de remoção de conteúdo tem os elementos para sofrer do ‘Efeito Streisand’ – ou seja, quando a tentativa de censura na prática acaba por ampliar a divulgação do que se pretende remover. 

O apelido se deve ao processo movido pela cantora americana Barbara Streisand, em 2003, que queria remover de uma coleção de 12 mil imagens sobre a costa da Califórnia a foto que mostrava uma vista aérea de sua mansão. Até processar o fotógrafo por US$ 50 milhões, a foto fora vista apenas seis vezes (duas delas por advogados da cantora). No mês em que a ação foi proposta, esse número superou as 420 mil visualizações. 

No ar desde fevereiro, o vídeo no YouTube tem até esta quarta, 29/6, 1.194 visualizações. 


Dona das Casas Bahia e Ponto frio lança banco digital no Brasil

Grupo Via Varejo anunciou parceria com startup norte-americana Airfox, com foco em clientes de baixa renda e uso das 800 lojas físicas como pontos de atendimento no país.

Acessos acima de 34Mbps já são 30,6% da banda larga fixa no Brasil

Planos com maiores velocidades são os que mais cresceram nos quatro primeiros meses de 2019, embora 13,6% das conexões ainda sejam abaixo de 2 Mbps. Provedores Internet seguem sendo os impulsionadores do desempenho da banda larga fixa.

Serpro: O não consentimento será a exceção com dados pessoais

Diretor-Presidente do Serpro, Caio Paes de Andrade, lembra que, com o LGPD, um órgão público ou privado - poderá, sem consentimento, processar dados em situações como o cumprimento de um  contrato.

Mais de 22 mil conteúdos ilegais da Internet foram removidos no Brasil no 1º tri

A ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software) informa que esse montante é 9% maior do que o retirado no primeiro trimestre de 2018.

Peru, Colômbia, Equador e Bolívia se unem contra ICANN e Amazon

Presidentes dos quatro países contestam decisão favorável da ICANN à companhia norte-americana pelo domínio da Internet e acusam a entidade de conduzir uma governança inadequada da Internet.

Revista Abranet 27 . abril/junho 2019
Veja a Revista Abranet nº 27 A Convenção Abranet 2019 debateu economia, política e gestão. Cerca de cem empresas de internet e de tecnologia puderam ter uma visão mais clara sobre o que esperar no curto prazo. E muito mais.
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G