Convergência Digital - Home

Data Center do Aeroporto de Guarulhos já armazena 170 TB

Convergência Digital
Convergência Digital* - 08/06/2016

A Dell foi fornecedora da modernização do data center e da plataforma de atendimento aos clientes do GRU Airport – Aeroporto Internacional de São Paulo, localizado em Guarulhos. Este último, o maior aeroporto da América Latina, que recebe cerca de 39 milhões de passageiros ao ano e opera 810 voos diários.

O projeto começou a ser desenhado após a Concessionária assumir a gestão do aeroporto – até então administrado pelo Governo Federal –, há cerca de quatro anos. Na época, a empresa identificou a necessidade de modernizar a infraestrutura de TI, com o objetivo de torná-la mais confiável, eficiente, flexível e escalável para atender às demandas do aeroporto.

“No aeroporto, a tecnologia está em tudo o que a gente vê. A partir do momento que uma aeronave toca o solo, ela passa a ser responsabilidade nossa. É a tecnologia que coloca o avião no finger correto, que aloca os recursos necessários de acordo com o número de passageiros e tipo de aeronave”, pontua Emerson Thomazini, Coordenador de Infraestrutura do GRU Airport. “A tecnologia também fornece informações aos passageiros, incluindo horários dos voos e é essencial para a operação do sistema aeroportuário como um todo”, acrescenta.

A partir da percepção sobre a importância da TI, o GRU Airport abriu um processo de licitação, com o intuito de escolher o melhor fornecedor para modernizar o data center e a plataforma de atendimento aos clientes. Após analisar propostas dos principais provedores do mercado, a administração do aeroporto escolheu a Dell. Entre os fatores que mais pesaram na decisão foram a possibilidade de ter um único ponto de contato para a implementação de toda a infraestrutura do data center, assim como a qualidade de atendimento, implementação e suporte fornecidos pela Dell.

O novo data center foi desenhado 100% baseado em soluções Dell, com uma estrutura modular baseada em servidores blade Dell PowerEdge, storage Dell Compellent SC8000 – para armazenamento de alta performance – e Dell PowerVault TL200, além do appliance de backup Dell DR4000. O ambiente, desenhado inicialmente com uma capacidade de 50 TB, já atingiu 170 TB.

Thomazini ressalta que um dos segredos do sucesso da implementação do data center foram os serviços de implementação e de suporte (ProSupport Missão Crítica) fornecidos pela Dell. “Temos um SLA extremamente agressivo de duas horas de resolução para os servidores blade e de quatro horas para substituição de discos”, explica o executivo.

O projeto do GRU Airport incluiu também a modernização e padronização dos equipamentos utilizados para atendimento aos passageiros. A Dell respondeu pela customização e implementação do ambiente, composto por PCs (desktops Dell OptiPlex, notebooks Dell Precision e Dell Latitude e workstations Dell Precison Mobile) e soluções Microsoft, Symantec e VMWare.

Assim como no caso do data center, uma preocupação foi não só atualizar a plataforma de atendimento aos passageiros, mas garantir que disponibilidade, confiabilidade e escalabilidade para demandas futuras. A Dell ainda é responsável pelo serviço de suporte para as soluções de hardware e de software. “Nossa parceria garante muitas chegadas e partidas”, sinaliza o Coordenador de Infraestrutura do GRU Airport.

“Projetos como esse do GRU Airport reforçam a capacidade da Dell de posicionar-se como um parceiro dos clientes, ao desenhar, implementar e suportar soluções tecnológicas, próprias e de terceiros, que atendam às reais necessidades de negócios das empresas”, afirma Luis Gonçalves, Presidente da Dell Brasil.

*Com informações da Assessoria da Dell


LEIA TAMBÉM:
Cloud Computing ... 04/11/2015
Wilson Sons moderniza data center com a Dell
Destaques
Destaques

Governo negocia para transformar Foz do Iguaçu em zona franca para datacenters

O secretário de Telecomunicações do MCTIC, Vitor Elisio de Menezes, conta que negocia a incorporação dos datacenters em uma classe especial para consumo de energia, ativo que mais encarece as operações no Brasil.

Disseminação de serviços em nuvem puxa investimentos globais em TI

Segundo projeções da consultoria Gartner, gastos devem bater em R$ 15 trilhões neste ano e crescer 3,7% em 2020, puxados por cloud computing. 



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Você já pensou no impacto que os seus dados geram no planeta?

Por Gustavo Loiola*

Hoje, são milhares de data centers espalhados pelo Planeta. É engraçado pensar nisso quando hoje falamos da tal da “nuvem" que armazena os nossos dados. Tiramos uma foto? Vai para a nuvem. Postamos no Instagram? Vai para a nuvem. Netflix, Spotify, Deezer? O streaming também está na nuvem.

As lições do buraco negro e da análise de dados às empresas

Por Paulo Watanave*

O fato é que por trás das aplicações e sistemas usados nas operações já existe um grande e variado conjunto de insights e algoritmos que podem ser usados para gerar valor real às organizações e para as pessoas de um modo geral. Estima-se que menos de 10% das companhias em todo o mundo tenham estratégias bem definidas para a utilização dos recursos digitais e das informações.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site