GOVERNO

Dataprev vai para a Fazenda e revive fantasma da fusão com Serpro

Luiz Queiroz ... 13/05/2016 ... Convergência Digital

A possibilidade de fusão da Dataprev com o Serpro nunca ficou tão próxima de se tornar realidade como agora, com a chegada do governo interino de Michel Temer. O presidente em exercício baixou em edição extraordinária nesta quinta-feira (12/05), a Medida Provisória 756, que altera todo o organograma do governo. E com o fim do Ministério da Previdência Social, a Dataprev foi deslocada para o Ministério da Fazenda.

Isso leva o ministério de Henrique Meirelles a contar com os serviços de Tecnologia da Informação das duas maiores empresas públicas da América Latina, o que deverá fazer com que o corpo técnico do ministério reabra a discussão da necessidade das duas empresas operarem para a pasta.

Em setembro do ano passado, o portal Convergência Digital teve acesso a um documento do Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (DEST), do Ministério do Planejamento, feito sob encomenda do Ministério da Fazenda na gestão Joaquim Levy, que avaliava cenários para uma eventual fusão entre o Serpro, Dataprev e, inclusive, a Telebras.

O documento da época era claro: o governo tinha a intenção de criar uma megaestatal de Tecnologia da Informação/Telecomunicações, a partir da fusão dessas empresas. Cogitava inclusive, que essa nova empresa do governo vir a ter papéis negociados na Bovespa. A proposta naufragou após o vazamento do estudo, que gerou inúmeras pressões políticas e desmentidos e terminou engavetada com a queda do ministro da Fazenda.

Porém agora, essa tese poderá voltar com força, uma vez que duas grandes estatais prestando serviços de TI a um mesmo ministério poderá ser avaliado como redundância. Resta saber qual empresa absorveria a outra e quem seria o principal personagem no comando desse processo, uma vez que Joaquim Levy e seus assessores já não estão mais no Ministério da Fazenda.

Na proposta original, a estatal resultante da fusão Dataprev e Serpro ficaria sob o comando do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, sob forte influência do DEST - Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais, que entre outras atribuições, hoje fixa os índices de reajuste salariais das empresas públicas e faz o controle de pessoal. Não se sabe ainda se esse Departamento, no entanto, manterá suas funções ou não no novo organograma.


Painel Telebrasil 2019
A 63ª edição do principal encontro institucional de lideranças do setor de telecomunicações e TICs acontecerá entre os dias 21 e 23 de maio de 2019, em Brasília. Saiba mais em paineltelebrasil.org.br
Veja o vídeo

Pontes: Corte de 42% no orçamento deixa MCTIC 'com a corda no pescoço’

“Ao longo dos anos o ministério veio perdendo prestigio e o orçamento veio caindo. Precisamos de muito apoio para melhorar o orçamento para o ano que vem, porque  o deste ano já está feito”, afirmou o ministro Marcos Pontes.

Receita Federal decide cobrar IPI das impressoras 3D

Para o Fisco, a atividade de impressão em 3D caracteriza-se como uma operação de industrialização na modalidade de transformação.

"Espero que dinheiro da base de Alcântara não vire outro FUST", diz Marcos Pontes

Segundo explicou no Senado Federal, o acordo é uma autorização dos Estados Unidos para lançamentos de foguetes na base brasileira. Mas não há ainda definição de quem vai ficar com os recursos da operação comercial da base.

Félix Mendonça Junior (PDT-BA) é o novo presidente da CCT da Câmara

Parlamentar que dar atenção especial  para a discussão da chegada do 5G no Brasil e também nas novas tecnologias, entre elas, o reconhecimento facial.



  • Copyright © 2005-2019 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G