GOVERNO

Gilberto Kassab assume união de Ciência, Tecnologia e Inovação com Comunicações

Luís Osvaldo Grossmann ... 12/05/2016 ... Convergência Digital

O presidente do PSD e ex-prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, é o novo ministro da Ciência e Tecnologia e Comunicações, com a união das duas pastas promovida pelo presidente interino Michel Temer após o afastamento da presidenta Dilma Rousseff, nesta quinta-feira, 12/5. Kassab era ministro das Cidades até a véspera da votação do impeachment na Câmara dos Deputados.

Em números, a junção das duas pastas sugere um ministério turbinado. Os orçamentos discricionários, após os contingenciamentos, preveem recursos combinados de R$ 3,8 bilhões, quase tudo do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. Os principais montantes, porém, são dos fundos setoriais. 

No Ministério das Comunicações, o Orçamento de 2016 previu que Fust, Fistel e Funttel terão juntos cerca de R$ 4,8 bilhões. Enquanto no MCTI, o FNDCT foi estimado na LOA em R$ 3,9 bilhões. Esse fundo, no entanto, vem há anos sendo severamente contingenciado e os cortes anunciados chegam a pelo menos R$ 1,7 bilhão. 

Apesar dos valores expressivos, os fundos associados às telecomunicações também são em geral completamente contingenciados, restando apenas ao Funttel (cerca de R$ 270 milhões) uma utilização mais significativa em projetos de P&D. Nesse cenário, a verba mais significativa da pasta conjunta são os R$ 4 bilhões que a Finep tem para usar em 2016. 

Segundo a assessoria do novo ministro, Kassab vai usar as próximas semanas para tomar pé das ações dos dois ministérios e compor as novas equipes. Até aqui não há uma escolha definitiva, mas a tendência é que o novo ministro ocupe o prédio do MCTI, e não o das Comunicações – mas essa é também uma decisão para a próxima semana. 


Revista do 63º Painel Telebrasil 2019
Veja a revista do 63º Painel Telebrasil 2019 Transformação digital para o novo Brasil. Atualizar o marco regulatório das telecomunicações é urgente para construir um País moderno, próspero e competitivo.
Clique aqui para ver outras edições

PL quer adiar venda do Serpro, Dataprev, Telebras e outras estatais

Proposta, que está em análise na Câmara dos Deputados, ressalta que o 'períodos de crise são um excelente momento para quem compra e péssimo para quem vende'. Privatizações estão agendadas para junho de 2021. Ideia é adiar as vendas para 12 meses após o fim da pandemia de Covid-19.

STF derruba MP que mandava teles repassarem dados de clientes ao IBGE

Prevaleceu o entendimento da relatora, Rosa Weber, de que a ordem de recolher nome, endereço e telefone de todos os clientes de telefonia fixa e móvel configura medida excessiva, sem finalidade delimitada ou garantias suficientes. 

Governo lança guia de melhores práticas de adequação à LGPD

Manual ressalta que o compartilhamento de informações na administração é possível, mas precisa respeitar os princípios da Lei Geral de Proteção de Dados. 

Toffoli pede vista e adia julgamento sobre bitributação do software no STF

Suspensão do julgamento agrada o setor de tecnologia da informação, que defende uma análise conjunta das diferentes ações sobre o mesmo tema, uma vez que a primeira delas já tem mais de 20 anos. 



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G