Home - Convergência Digital

eSocial cria fórum para atrair desenvolvedores

Convergência Digital* - 11/05/2016

Já está em atividade o Fórum do eSocial, desenvolvido pela parceria entre a Federação Nacional das Empresas de Informática (Fenainfo), Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis (Fenacon) e Receita Federal do Brasil (RFB). E com pouco mais de 10 dias de atividade, informam os seus organizadores, já conta com mais de 300 inscritos.

O Fórum terá respostas às perguntas formuladas exclusivamente por desenvolvedores técnicos, preferencialmente relativas a leiaute e regras dos negócios. Para que todos os interessados tenham a oportunidade de participar, o acesso físico ao fórum está restrito a uma pessoa por empresa.

Na prática, a ferramenta tem o objetivo de divulgar informações e auxiliar as empresas criadoras de software que estão empenhadas em desenvolver este novo sistema do governo que está em fase de definições finais.

Apesar de ainda não ter as novas datas para o começo da produção, o subsecretário de fiscalização da RFB, Daniel Belmiro, se comprometeu em colocar aviso no site do eSocial, afirmando que o prazo estipulado pela Resolução nº 1, de 24 de junho de 2015, do Comitê Diretivo do eSocial (setembro 2016) não poderá ser cumprido. Belmiro afirmou também que, quando for publicado, o novo cronograma será definitivo. O eSocial já foi batizado como o 'Facebook' do trabalho no Brasil, pelo coordenador do projeto no Ministério do Trabalho, José Alberto Maia.

O subsecretário de fiscalização da Receita Federal sinalizou ainda que a Caixa Econômica Federal deve liberar o programa de Qualificação Cadastral em lotes ainda no mês de maio. A versão 2.2, bem como seus manuais, tem previsão de publicação até o final do semestre. No site www.esocial.gov.br, os inscritos e interessados no projeto eSocial têm acesso a documentos da última versão do sistema.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

05/02/2021
eSocial: Receita alerta para prazo de envio da DCTFWeb

18/01/2021
eSocial libera folha de janeiro/21 com novas alíquotas do INSS

17/11/2020
eSocial: dados da escrituração digital serão enviados em maio de 2021

04/11/2020
eSocial lança ferramenta para facilitar acesso a dados

23/10/2020
eSocial: Obrigações do Simples foram adiadas para maio de 2021

22/10/2020
Governo muda eSocial. Acesso, agora, será pelo CPF do trabalhador

13/08/2020
Serpro e Receita lançam aplicativo eSocial Doméstico

15/07/2020
eSocial: Exclusão de CNAEs exige que empregadores alterem dados

18/06/2020
eSocial: Recolhimento previdenciário de maio adiado para novembro

12/06/2020
eSocial: Covid-19 adia entrada das empresas do Simples Nacional

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Muito além do modismo. Muito prazer, Python!

Por Guilherme Lima*

Além de aumentar a produtividade do desenvolvedor, muitas vezes, a linguagem Python vai além de linguagens compiladas ou estaticamente tipadas, como C, C ++ e Java. É importante lembrar que o código Python tem, normalmente, de um terço a um quinto do tamanho do código C ++ ou Java, por exemplo. Isso significa que há menos para digitar, depurar e menos para manter após o fato.

Destaques
Destaques

Na liderança, curiosidade insana e coragem impactam mais que a competência

Vice-presidente para setor público na AWS, Teresa Carlson, e Indra Nooyi, membro do board da Amazon e ex-CEO e chairman da PepsiCo, admitiram que a Covid-19 tem provocado crises existenciais em muitas pessoas e que, há, sim, um forte e um injusto desequilíbrio para as mulheres.

Média salarial de profissional de TI no Brasil ficou em R$ 4.849,00

Pesquisa nacional, realizada pela Assespro-Paraná e pela UFPR, mostra a desigualdade econômica do país. No Nordeste, em Sergipe, a média salarial é de apenas R$ 1.943.00. Em São Paulo, essa média sobe para R$ 6.061,00. Outro ponto preocupante: a diferença salarial entre homens e mulheres segue acima de dois dígitos.

Certificação é critério de seleção para encarregado de dados

Ainda que a LGPD não exija qualificação específica, o mercado busca profissionais com conhecimento na área. Formação pode custar até R$ 6 mil, observou Mariana Blanes, advogada e sócia do Martinelli Advogados, ao participar do CD em Pauta.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site