SEGURANÇA

Defesa cibernética: Não há gestor que saiba de onde vão vir os ataques

Ana Paula Lobo e Pedro Costa ... 29/04/2016 ... Convergência Digital

Seminário Brasscom - Cobertura EspecialA defesa cibernética é uma extensão da atuação das Forças Armadas no Brasil, pontuou o coronel José Ricardo Souza Camelo, do Centro de Defesa Cibernética, ao participar do Seminário Políticas Publicas & Negócios, realizado pela Brasscom, nos dias 30 e 31 de março, em Brasília.

"Quando se começou a discutir defesa cibernética havia uma dificuldade o que era segurança cibernética ou defesa cibernética. O mundo mais próximo era o da Segurança da Informação", afirmou o Coronel Camelo. "Na verdade nunca sabemos de onde vem a pancada, como ela vem. fazer a atribuição de um ataque e o gestor de Segurança precisa tomar conta de todas as portas de segurança", acrescentou.

O próximo desafio são os Jogos Olímpicos e uma tarefa é de capacitar os profissionais. "Valorizar o capital humano é essencial para a definição de qualquer estratégia de proteção". Assistam a participação do Coronel José Ricardo Souza Camelo, do Centro de Defesa Cibernética.


Soluções de Segurança para a Sociedade
Não delegue a segurança cibernética apenas para a TI

Para mitigar os riscos com ataques hackers, toda a corporação precisa se unir, adverte Jun Goto, vice-presidente Sênior da NEC Corporation.

Em menos de um mês, 2,5 milhões de brasileiros caem em golpes pelo WhatsApp

Levantamento do Kaspersky Lab indica que estratégia é associar golpes a marcas famosas como Walmart, Assaí, Caixa Econômica, Burger King, Kibon, Spotify, Banco do Brasil, Santander, O Boticário, Lojas Americanas e Senac. 

Mais de 1 milhão de brasileiros acessam golpe de emprego pelo WhatsApp

Mais uma vez, os cibercriminosos usam a falsa promessa de emprego fácil para atrair os internautas.

Internet das Coisas dispara o número de ataques hackers a sistemas Linux

Novos botnets, entre eles, um 'renovado' Mirai, que em 2016 causou bastante estrago, são esperados para este ano.

Nova quebra de segurança conseguiu alterar software da urna eletrônica

“Fizemos o equivalente a um ‘jailbreak’ de um telefone celular moderno, só que na urna eletrônica”, explica o professor Diego Aranha, que a exemplo de 2012 liderou equipe que demonstrou vulnerabilidades do equipamento. 



  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G