NEGÓCIOS

Venda de impressoras no Brasil despenca 22,8% em 2015

Da redação ... 29/03/2016 ... Convergência Digital

Mais uma vez a venda de impressoras caiu no Brasil. Segundo a consultoria IDC, em 2015 foram vendidas 2,5 milhões de máquinas, o que representa uma redução de 22,8% em relação ao volume comercializado em 2014 – ano que também terminou em queda, de 12%. E as projeções são de que essa tendência vai continuar.

O resultado do ano passado significou a venda de 800 mil unidades a menos do que em 2014, quando foram vendidas 3,3 milhões. Em receitas, as vendas de 2015 geraram US$ 676 milhões, declínio de 14,7% em relação a 2014. Naquele ano, as receitas também caíram em relação ao período anterior (18,4%).

Segundo a IDC, a retração atingiu tanto a tecnologia jato de tinta – que vendeu 1,9 milhão de impressoras no último ano, baixa de 21,1% comparado a 2014 –, como a tecnologia laser, que comercializou 641,6 mil aparelhos em 2015, diminuição de 27,4%. As receitas em ambos os casos também recuaram, 12% e 19,6% respectivamente. 

“Apesar da grande maioria das vendas ter sido atribuída aos equipamentos da tecnologia jato de tinta, as máquinas laser foram responsáveis pela movimentação de quase o dobro de receita, por conta da diversificação, do portfólio e da efetiva participação do mercado corporativo, que se manteve estável e representa aproximadamente 41% da demanda de comercialização de equipamentos de impressão no Brasil”, sustenta análise da IDC Brasil.

Para 2016, a IDC Brasil estima uma queda de 15% no mercado total de impressão, e vendas aproximadas de 1,6 milhão de modelos jato de tinta (queda de 16,4%) e 568 mil de lasers (queda de 11,5%).

 


#apoieojornalismoespecializado é prorrogada até 31 de julho

Campanha foi estendida como agradecimento aos apoiadores: ABERT, ABES, Abinee, Abranet, Abratel, Abrint, ABTA, Algar, Assespro, Associação Neo,Brasscom, Brisanet, Cisco, Claro, Commscope, CPQD, Embratel Claro, Ericsson, F5, Feninfra, Fitec, Futurecom 2020, Highline, Huawei, Infobip, Intel, Kryptus, Mercado Livre, mobi2buy, PadTec,
Positivo Tecnologia, NIC.br, Oi, RNP, SAS, SindiTelebrasil, Stefanini,
Surf Telecom, Sky, Take, TelComp, TIM ,  Vero Internet, Viasat, Vivo e WDC Networks. 
A #apoieojornalismoespecializado une os veiculos - Convergência Digital, Mobile Time, Tele.Síntese, Teletime e TI Inside. Participe. Venha fazer parte do time que apoia o jornalismo especializado.

Stone que ir além das 'máquininhas', mas demite 1.300 para enfrentar crise do Covid-19

Empresa de meio de pagamentos quer investir em serviços financeiros e em ferramentas de vendas online. Em abril, a companhia, em parceria com o Grupo Globo, lançou a TON, voltada para trabalhadores autonômos.

Covid-19 fez produção da indústria eletroeletrônica recuar 9,1% em março

Abinee adverte que no mês de abril haverá uma nova queda, provavelmente ainda mais aguda, por conta das medidas de isolamento social.

#apoieojornalismoespecializado

Ação inédita une o Convergência Digital, o Mobile Time, o Tele.síntese, o Teletime e a TI Inside para uma campanha integrada para chamar a atenção para a relevância e o papel do jornalismo especializado setorial. O movimento é para financiar os esforços jornalísticos durante esse período de pandemia de Covid-19. Saiba quais são as empresas que já aderiram à nossa iniciativa e estão ajudando o jornalismo especializado.



  • Copyright © 2005-2020 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G