TELECOM

Vivo 'mata' marca GVT no dia 15 de abril

Ana Paula Lobo* ... 29/02/2016 ... Convergência Digital

Em comunicado ao mercado, o CEO da Vivo, Amos Genish - que assumiu o comando da Telefonica/Vivo por conta do trabalho feito na GVT - informou que a marca GVT desaparece do mercado no dia 15 de abril, data que comemora o aniversário da atuação da Telefônica no Brasil. Boa parte das operações - do ponto de vista de rede já acontece, mas, agora, a unificação é para sistemas e marketing. A marca Vivo 'engole' a marca GVT, empresa comprada por 7,2 bilhões de euros em setembro de 2014.

Com a GVT, a Vivo ganha escala nacional e forte atuação nos mercados de banda larga fixa e TV por Assinatura. Os sites da GVT e Vivo já serão unificados a partir de 2 de abril. O cliente que precisar de suporte terá de ligar para 103 15 em vez de 103 25, e o código de longa distância da GVT (25) será substituído pelo da Vivo (15). Nada muda nos pacotes atualmente contratados: a Vivo afirmou que irá honrar todos os contratos firmados pela GVT. A Vivo encaminhou um comunicado oficial aos assinantes da GVT no final da semana passada.

Confira o comunicado oficial de Genish aos clientes:

Prezado cliente, como você já deve estar sabendo, a Vivo e a GVT estão se unindo. Desde maio de 2015, estamos trabalhando para aumentar ainda mais os nossos padrões de qualidade, serviços e benefícios exclusivos.

O próximo passo dessa união irá acontecer no dia 15 de abril. A partir desse dia, a marca GVT passa a se chamar Vivo. Com isso, unem-se a marca que oferece a maior cobertura de internet móvel com a que possui a melhor banda larga do Brasil. A marca que investe em tecnologia e inovação com a que oferece excelência em atendimento. A marca líder em clientes 4G com a primeira marca a oferecer canais HD para todos os clientes.

Você poderá ter móvel, internet, TV, fixo, aplicativos digitais e muito mais em uma única empresa, no Brasil inteiro. Em breve, enviaremos mais informações sobre fatura, canais de atendimento e todas as vantagens que vêm por aí. Você irá contar com uma marca líder no mercado de telecomunicações e em clientes de ultra banda larga, que entrega os melhores serviços e constrói relacionamentos.

Os sites da GVT e da Vivo já devem ser unificados em 2 de abril, e o código para realizar ligações de longa distância da GVT, o 25, será substituído pelo 15 da Vivo. A central de atendimento para os clientes GVT também mudará de número, de 103 25 para 103 15. Todos os apps da GVT serão renomeados, sendo que o Minha GVT passará a ser chamado de Meu Vivo Fixo. Tire todas as suas dúvidas sobre a fusão neste site.

Atuais clientes da GVT terão descontos ao adquirirem planos Vivo Móvel, mas ainda não há informações sobre quando a operadora passará a oferecer serviços fixos e móveis no mesmo plano, com apenas uma fatura.


Nextel vai pagar R$ 68 milhões pela migração para SMP

Conta diz respeito à adaptação das outorgas na faixa de 800 MHz, ainda em 2015. Valor inicialmente previsto era de R$ 411 milhões.

Teles: bloqueio após o fim da franquia não afronta o Marco Civil da Internet

Em nota oficial, o SindiTelebrasil diz que a "A PROTESTE insiste em querer fazer prevalecer a sua interpretação equivocada sobre a legislação aplicável à Internet".

Oi desembolsa R$ 51 milhões para pagar cerca de 500 credores

Operadora pagou as credores que fizeram a escolha da opção de pagamento em fevereiro. "Este é mais um passo no cumprimento da recuperação judicial", afirma o presidente da companhia, Eurico Teles.

Fox obtém vitória na Justiça do Uruguai e tenta replicar no Brasil decisão contra pirataria

Segundo um relatório da NetNames, de 222 milhões de usuários da internet na América do Sul, 110 milhões acessam conteúdos piratas.

Anatel impõe ligação gratuita à Oi em orelhões em 12 estados

Anatel já adota a medida há seis anos, quando verificou que aproximadamente metade dos orelhões do país não funcionava.

Preterida pelas teles, faixa de 450 MHz está na mira do setor elétrico

Elétricas e Anatel discutem destinação desta e outras faixas em caráter primário para as empresas de utilities. “Precisamos de 10 MHz. E pelo menos seis fornecedores no Brasil têm equipamentos em 450 MHz e outras faixas”, diz Ronaldo Santarem, da UTC AL.


Veja a revista do 61º Painel Telebrasil 2017
Revista do 61º Painel Telebrasil 2017
A edição de 2017 do Painel Telebrasil enfatizou a necessidade de atualização do modelo de telecomunicações e a definição de uma agenda digital para o País.

Painel Telebrasil 2017 - Cobertura Especial ConvergênciaDigital


Clique aqui e acompanhe a cobertura completa do Painel Telebrasil 2017

  • Copyright © 2005-2018 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G