Convergência Digital - Home

Big data não é um projeto convencional para a área de TI

Convergência Digital
Por Ana Paula Lobo e Roberta Prescott - 09/06/2014

Big Data não é um projeto convencional para a área de Tecnologia da Informação. Afirmação é do gerente sênior de Consultoria Analíticas e Big Data da EMC, Pedro Desouza, que participou do CIAB 2014, realizado na semana passada, em São Paulo. Segundo ele, a maior parte das empresas ainda não sabe como usar a informação tratada. "Na área de TI há uma corrida para substituir tecnologias antigas".

Para o especialista, contratar big data está no radar da maior parte das corporações, mas a maior parte ainda não tem bem-definido qual é a estratégia para lidar com esses dados. "O grande problema é gastar recursos desnecessários tratando dados não-estruturados que não sejam relevantes", pondera.

Nesse novo modelo, o cientista de dados ganha importância. "Ele é a pessoa quem vai dirigir toda a estratégia. Os executivos de negócios querem tratar a informação. O executivo de TI aprova um piloto. As provas de conceito são cruciais para definir o melhor uso do big data", relata. Pedro DeSouza fala ainda quem é o especialista de TI que pode vir a ser um cientista de dados. Assistam a entrevista.


LEIA TAMBÉM:
Destaques
Destaques

Governo negocia para transformar Foz do Iguaçu em zona franca para datacenters

O secretário de Telecomunicações do MCTIC, Vitor Elisio de Menezes, conta que negocia a incorporação dos datacenters em uma classe especial para consumo de energia, ativo que mais encarece as operações no Brasil.

Para OCDE, a transformação digital está no topo da agenda global

Brasil ainda precisa superar o desafio da inclusão digital, afirma o diretor da entidade para América Latina, Roberto Martínez Yllescas.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

As lições do buraco negro e da análise de dados às empresas

Por Paulo Watanave*

O fato é que por trás das aplicações e sistemas usados nas operações já existe um grande e variado conjunto de insights e algoritmos que podem ser usados para gerar valor real às organizações e para as pessoas de um modo geral. Estima-se que menos de 10% das companhias em todo o mundo tenham estratégias bem definidas para a utilização dos recursos digitais e das informações.

Edge Computing para acelerar os negócios das empresas brasileiras

Por Henrique Cecci*

O que é, afinal, Edge Computing? Trata-se da aplicação de soluções que facilitam o processamento de dados diretamente na fonte de geração de dados. No contexto da Internet das Coisas (IoT), por exemplo, as fontes de geração de dados geralmente são "coisas" com sensores ou dispositivos incorporados.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site