GESTÃO

Software livre gerou economia de R$ 1,2 milhão para Guarulhos

Da redação ... 03/05/2013 ... Convergência Digital

Incluir digitalmente pessoas com deficiência visual, tetraplégicos e crianças com Transtorno de Desenvolvimento Global. Este é o objetivo do Guarux, solução de Tecnologia da informação (TI) disponibilizada no Portal do Software Público Brasileiro (SPB). Criado pela Prefeitura de Guarulhos a partir do Linux Ubuntu, a utilização do sistema operacional gerou uma economia de R$ 1,2 milhão aos cofres públicos do município.

O Guarux foi criado no fim de 2009 com customizações e ferramentas específicas para a inclusão digital. Voltado para adultos, crianças e pessoas com deficiência, o software pode ser utilizado em escolas, órgãos públicos e pela sociedade em geral. Seu ambiente gráfico foi gerado para facilitar sua utilização e adaptação a outros sistemas operacionais, tanto livres quanto proprietários, como o Windows, por exemplo.

Em Guarulhos, o sistema é utilizado por cerca de 22 mil usuários da prefeitura. Além disso, o Guarux atinge uma grande parcela da população através dos centros de inclusão digital, que na cidade são chamados de Telecidadanias. Estes locais têm mais de seis mil acessos mensais e mais de sete mil usuários cadastrados. Os Telecidadanias fornecem ainda cursos profissionalizantes e cursos básicos de informática.

Com a disponibilização do Guarux no SPB, o diretor do Departamento de Informática e Telecomunicações da administração da cidade paulista, Leandro Gramulha, espera que outros municípios possam se beneficiar das ações que foram desenvolvidas e economia gerada. “Queremos ajudar outras prefeituras e colaborar com outros projetos de inclusão digital. Também queremos receber ajuda e debater a evolução da ferramenta”, disse. As prefeituras de Matão e Osasco, do estado de São Paulo, já utilizam a solução em seus projetos de inclusão digital.

SPB

Criado em abril de 2007, o portal gerenciado pelo Ministério do Planejamento (MP) compartilha programas de computador de interesse público. Os softwares são entendidos como um bem público, sem a necessidade de licenças que restrinjam seu uso ou o conhecimento pleno de seu funcionamento. Hoje, o SPB conta com mais de 170.000 usuários cadastrados, em torno de 500 prestadores de serviços e 68 soluções ofertadas por empresas, órgãos de governo, universidades e pessoas físicas.

Fonte: Assessoria SLTI


Real Alagoas investe na tomada ágil de decisão com ERP Globus

Empresa, que atua no mercado de transporte do Nordeste, usa as informações consolidadas para melhorar o desempenho operacional.

Google respondeu a 57% dos pedidos de dados do governo brasileiro

Relatório de Transparência da empresa, relativo a 2014 a 2015, mostra que o Brasil ocupa a 8ª posição no ranking global de pedidos governamentais por dados de usuários.

TIM fecha call centers e demite 1600 empregados

Unidades que deixam de operar são de Curitiba e Recife. Atendimento nessas capitais, de acordo com a operadora, foi terceirizado.

Decreto obriga órgãos do governo compartilhar os bancos de dados

Se forem dados cadastrais ou referentes a emprego, o compartilhamento será "preferenciamente automático". Dados sensíveis somente com pedido de oficial de liberação. Informações armazenadas do Imposto de Renda dos contribuintes, que envolve sigilo, não serão compartilhadas pela Receita Federal.

TCU lança guia sobre governança de TI

Documento, elaborado em conjunto com entidades de auditoria pública do Brasil e outros três países (Kuwait, Lituânia e África do Sul) busca apoiar entidades ao redor do mundo no desenvolvimento de capacidade na realização de auditoria de TI.



  • Copyright © 2005-2016 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G