Home - Convergência Digital

Site permite acompanhar evolução de educação inclusiva

Convergência Digital - Carreira
Da redação - 24/04/2012

Com o objetivo de difundir os compromissos públicos assumidos pelas secretarias municipais de educação com a inclusão escolar, em parceria com o Ministério da Educação (MEC), o Instituto Rodrigo Mendes acaba de lançar mais uma iniciativa: o Observatório Gestão Pública (diversa.org.br/gestao-publica), projeto que integra a plataforma web DIVERSA.

Trata-se de um espaço colaborativo e online que tem o objetivo de estimular a educação inclusiva em todo o País. Assim, Observatório Gestão Pública permite que qualquer cidadão acompanhe e monitore o cumprimento de compromissos públicos relacionados à educação inclusiva em escolas regulares, assumidos por 55 secretarias de educação – espalhadas por 17 estados – que participam desta primeira etapa do projeto.

Além de divulgar os compromissos das secretarias participantes, o Observatório Gestão Pública permite que a sociedade civil monitore sua implementação e interaja, por meio de comentários, que podem ser publicados por qualquer cidadão.

Outro importante serviço do Observatório Gestão Pública fica por conta de uma exclusiva ferramenta de ranking. Dessa forma, a partir da atualização das informações publicadas pelas próprias secretarias – como prazos, objetivos, estratégias, realizações etc. –, é possível acompanhar o progresso percentual dos compromissos assumidos por cada cidade e escola, inclusive com um sistema de busca por região.

As cinco secretarias que mais se destacarem durante o ano serão homenageadas pelo MEC, em outubro, durante o encontro do Grupo de Trabalho das Capitais e Grandes Cidades. O acompanhamento das ações é feito de maneira constante e a avaliação é baseada nos dados fornecidos pelas próprias secretarias e, posteriormente, validadas pelo MEC.

Segundo Rodrigo Hübner Mendes, diretor geral e fundador do Instituto, além de acompanhar os avanços de cada secretaria participante, qualquer interessado poderá colaborar de maneira ativa com comentários e sugestões. “Nosso objetivo é fomentar ao máximo a construção de um conhecimento coletivo sobre educação inclusiva, de maneira transparente, colaborativa e consistente”, completa.

Para Martinha Clarete Dutra dos Santos, diretora de Políticas de Educação Especial do MEC, o projeto Gestão Pública é importantíssimo, pois promove o compromisso que pauta a educação inclusiva diante dos órgãos públicos das diferentes esferas de governo, ao mesmo tempo em que proporciona a divulgação, a visibilidade e a valorização de tais experiências que estão em curso no Brasil na última década.

“Na medida em que se formula políticas públicas de inclusão social das pessoas com deficiência, o Brasil tem crescido, apresentando melhores indicadores a cada ano, no que se refere à inclusão escolar das pessoas com deficiência. Se, em 2003, o País tinha 28% de pessoas com deficiência em classe comum e ensino regular, em 2011, esse percentual chegou a 74%. E isso significa que, cada dia mais, as secretarias municipais e estaduais e o Ministério da Educação têm agido em conjunto, também em parceria com a sociedade civil interessada nessa transformação”, conta Martinha.

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

Veja mais artigos
Veja mais artigos

A geração do Milênio se manifesta. . . E todos precisamos ouvir

Por José María Álvarez-Pallete*

Destaques
Destaques

Justiça Federal de SP regulamenta teletrabalho

Normatizada pelo Conselho Nacional de Justiça ainda em 2015, modalidade vai sendo gradativamente implantada no Judiciário. No TRF 3, desempenho terá que ser até 30% superior ao de quem trabalha presencialmente no órgão. 

Em tempo de crise, COBOL fica mais vivo do que nunca

O desafio dos gestores de TI é integrar os sistemas legados aos novos de computação em nuvem e mobilidade. Dados mostram que, hoje, 1,5 milhão de linhas de códigos são escritas na linguagem de programação no mundo.

Profissionais de TI sinalizam 'medo' de perder emprego para os robôs

Pesquisa global mostra que mais de 30% dos especialistas temem o uso massificado dos dispositivos nos próximos anos. Levantamento também mostra uma forte preocupação com os riscos do avanço da Internet das Coisas.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site