NEGÓCIOS

Google diz não lembrar de ter que pagar pelo uso da Java

Da redação ... 24/04/2012 ... Convergência Digital

O ex-presidente-executivo do Google, Eric Schmidt, testemunhou em corte nesta terça-feira, 24/04, alegando que não lembra se funcionários de sua empresa haviam informado a ele em 2005 que a companhia teria de pagar por uma permissão da Sun Microsystems para utilizar a linguagem de programação Java.

A Oracle processou o Google em agosto de 2010, dizendo que o sistema operacional Android, do Google, infringia seus direitos autorais e patentes relativos à linguagem de programação Java. O Google respondeu dizendo que não viola as patentes da Oracle e que ela não pode licenciar certas partes do Java, uma linguagem "open source", isto é, de código aberto.

Schmidt, que foi presidente-executivo do Google por dez anos antes de assumir o cargo de presidente do conselho no ano passado, foi a última testemunha da Oracle. O Google convocou-o então novamente como sua primeira testemunha de defesa. Antes de se juntar ao Google, Schmidt foi vice-presidente de tecnologia da Sun Microsystems, que desenvolveu o Java. A Oracle adquiriu a Sun por 7,4 bilhões de dólares em 2010.

Sob questionamentos pelo advogado da Oracle, David Boies, a Schmidt foi mostrada uma apresentação de 2005 aos executivos do alto escalão do Google, em que dizia que o Google "precisa" adquirir a permissão da Sun. Entretanto, Schmidt disse que não se lembrava se o incidente se deu dessa maneira. Schmidt também reconheceu dizer que o Google derivava receita suficiente de anúncios no Android para financiar o sistema operacional e "muito" mais.

"A meta era conseguir o máximo possível de usuários numa nova plataforma que pudesse explorar a internet", disse Schmidt a respeito do Android. O julgamento, que deve durar pelo menos oito semanas, foi dividido em três fases: responsabilidade por copyright, alegações de infração de patentes, e danos.

Em uma etapa anterior do caso, as estimativas de possíveis danos contra o Google foram de até 6,1 bilhões de dólares. Mas o Google conseguiu limitar parte das alegações de infração de patentes da Oracle e reduziu possíveis indenizações. A Oracle busca cerca de 1 bilhão de dólares em danos contra direitos autorais.

O júri tomará sua decisão baseando-se apenas em responsabilidade por copyright antes de ouvir evidências relativas à violação de patentes. O juiz distrital William Alsup pode também decidir sobre algumas das questões sobre direitos autoriais.

Fonte: Agência Reuters


Cloud Computing
Google abre centro de computação em nuvem no Brasil

Empresa, no entanto, deixa claro: a unidade é voltada apenas para cloud. O Gmail não estará hospedado na unidade, que ficará em São Paulo e entra em operação em 2017.

Acompanhe a Cobertura Especial do WCIT 2016

Brasil tem potencial para gerar R$ 1,63 bilhões em investimento em TI

Pela primeira vez acontecendo na América do Sul, Brasília será palco do 20º Congresso Mundial de Tecnologia da Informação, o WCIT 2016. Com a presença de líderes empresariais, profissionais e acadêmicos de mais de 80 países, o evento debaterá como a Era Digital está mudando a maneira de fazer negócios.

TI torce pela retomada das compras por parte do Governo Federal

Presidente do sindicato das indústrias da informação do Distrito Federal, Sinfor, acredita que os contratos serão retomados, passado o impeachment. “País não pode ficar parado e novo governo tem que mostrar a que veio”, preconiza Ricardo Caldas.  

Acompanhe a Cobertura Especial do WCIT 2016
TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Storage da EMC é legado oficial da cidade do Rio de Janeiro

Doação foi feita no momento da assinatura de contrato com a Rio 2016, em agosto de 2014. "A organização assumiu a negociação para a isenção dos impostos junto à Receita", revela o presidente da EMC, agora, Dell Technologies, Carlos Cunha.

Exportação de software e serviços de TI chegou a R$ 4 bilhões em 2015

Dados da Softex revelam que o Brasil conta, hoje, com cerca de 90 mil empresas de software e serviços de TI, que geraram cerca de R$ 100 bilhões em receita líquida em 2015. Setor criou cerca de 600 mil postos diretos de trabalho.

Micro Focus quer unir Linux ao Open Stack com compra de divisão da HPE

Empresa comprou a divisão de software por US$ 8,8 bilhões. Acordo prevê a parceria comercial entre o Suse e o Linux.

Brasil tem papel-chave na estratégia da nova Dell EMC

O país terá as três unidades principais da nova companhia, além de marcar papel em P&D.



  • Copyright © 2005-2016 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G