NEGÓCIOS

Classes C,D e E responderam por 56% das compras online no Brasil

Da redação ... 20/04/2012 ... Convergência Digital

Dos 31 milhões de brasileiros que fizeram compras pela internet em 2011, 56% estão nas classes C, D e E. O mercado de comércio eletrônico faturou R$ 18,7 bilhões no ano passado. Quem quer ganhar o público da classe média não deve ficar de fora da rede. A internet, como destacou o sócio-fundador do site Buscapé, Romero Rodrigues, dá aos proprietários de pequenos negócios chances reais de competir com grandes empresas, durante sua participação no Seminário Internacional sobre Pequenos Negócios, do Sebrae, realizado na capital paulista.

“O pequeno varejo consegue construir e manter uma imagem na internet. E tem vantagens como fazer marketing mais barato e contar com vários lugares gratuitos para anunciar, como sites de comparação de preços, páginas amarelas e classificados. Facilitar a interação social traz cada vez mais resultado”, afirmou Rodrigues.

Os próprios emergentes que passaram a compor a classe média podem ser futuros empreendedores. Um estudo feito pelo Data Popular mostra que seis em cada dez pessoas da classe C querem abrir a própria empresa em algum momento da vida. “O emprego formal nos trouxe até aqui, mas é o empreendedorismo que vai nos levar adiante. A carteira assinada e o concurso público deixam de ser vistos como fim. A classe C os vê apenas como trampolim para chegar ao ponto de abrir o próprio negócio”, enfatizou Meireles.

A maior parte, no entanto, não se sente apta para empreender. A pesquisa do Data Popular mostra que apenas um terço se considera preparado para abrir o próprio negócio. “Muitas dessas pessoas querem empreender. O desafio é como dar asas sustentáveis a esse público. É preciso oferecer assessoria mercadológica, capacitação profissional, cooperativismo, microcrédito, entre outros”, finalizou Marcelo Neri, da FGV.

Dados apresentados no evento mostram que a classe C, responsável por movimentar R$ 1 trilhão na economia brasileira em 2011, consome quase metade do que é vendido em alimentos e bebidas no país e possui metade dos cartões de crédito em operação. As pessoas da classe de renda intermediária correspondem a um universo de 105 milhões de consumidores que podem se tornar compradores dos produtos e serviços das micro e pequenas empresas (MPE).

Fonte: Agência Sebrae


Acompanhe a Cobertura Especial do RioInfo 2016

Criar reserva de mercado não é a saída para o profissional de TI

Assespro Nacional, Softex, ABES, Fenainfo e TI Rio afirmam que a medida, se aprovada, pode vir a ser uma 'camisa de força' para o setor. Representantes das entidades advertem que fechar as portas para outros especialistas será um equívoco.

Carioca Digital quer acabar com a peregrinação às repartições públicas

Dados do IPLANRio dão conta que 45% dos alvarás requeridos estão sendo concedidos num prazo de até 30 minutos. Ideia é ter mais de 300 mil cariocas cadastrados até o final do ano.

Games: mercado de US$ 3 bilhões e em franca expansão no Brasil

Especialistas da área falam das principais tendências tecnológicas, os mercados que estão crescendo e afirmam: fazer game é um negócio e exige dedicação.

Acompanhe a Cobertura Especial do RioInfo 2016
TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Não tenha medo do risco digital

Na jornada da transformação digital, as falhas vão acontecer. O importante é saber lidar com o erro e evoluir.

Mais da metade das empresas de eletroeletrônicos vende menos que esperado

Nova sondagem de conjuntura da Abinee aponta alguma melhoria nas expectativas dos empresários, com fabricantes de bens de informática e celulares apostando em vendas melhores no segundo semestre.

TICs derrubam desempenho do setor de serviços

Considerados pelo IBGE entre os principais fatores para o recuo do segmento, os serviços de tecnologia da informação e de comunicações acumulam quedas de 2,1% e 3,9% no acumulado entre janeiro e maio de 2016. 

Banco Central: smartphones encostam nos ATMs no Brasil

Relatório da Autoridade Monetária sobre 2015 também aponta para uma redução mais acentuada no uso de cheques, cada vez mais substituídos por meios eletrônicos de pagamentos. 

Internet das Coisas movimentará US$ 1,9 trilhão em logística

Relatório de Tendências da DHL, com foco em Internet das Coisas, indica que a gestão inteligente permitida pelo IoT no transporte irá além do rastreamento, alavancando níveis mais elevados de eficiência operacional e reduzindo custos substancialmente.


Acompanhe a Cobertura Especial do EMC Forum 2015

EMC Brasil: 2016 será um ano desafiador para o mercado de TI

Presidente da empresa, Carlos Cunha, salienta que o big data obrigou aos fornecedores pensarem diferente. "Treinei minha equipe para negócios. Não quero mais só vendedores". Já os clientes, o momento é de colocar a mão na massa. "Não basta planejar, é preciso iniciar", acrescentou.


Acompanhe a Cobertura Especial do EMC Forum 2015

  • Copyright © 2005-2016 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G