NEGÓCIOS

Android é importante, mas não é crítico, diz Google

Da redação ... 18/04/2012 ... Convergência Digital

O sistema operacional Android para celulares inteligentes é um ativo muito importante para o Google, mas não é crítico, afirmou o presidente-executivo da empresa, Larry Page, em depoimento nesta quarta-feira, 18/04, segundo dia de batalha judicial com a Oracle, num tribunal em São Francisco.

A Oracle abriu processo contra o Google em agosto de 2010, alegando que o sistema operacional Android desenvolvido pela empresa viola seus direitos de propriedade intelectual sobre a linguagem de programação Java. O Google, por sua vez, afirma "que não viola patentes da Oracle e que esta não tem direito de aplicar propriedade intelectual sobre certas porções da linguagem Java, uma linguagem de software "de fonte aberta", ou publicamente disponível.

Questionado pelo advogado da Oracle, Page disse que o Android é muito importante, mas contestou sua definição como "crítica". Ele afirmou em seguida que não se surpreenderia caso o conselho do Google tivesse sido informado de que o Android era crítico para a empresa.

Page também declarou que não estava ciente das políticas do Google quanto a copiar propriedade intelectual de outras empresas, mas afirmou que sua companhia nada fez de errado. "Fomos muito cuidadosos quanto às informações que usamos e aquelas que não usamos", disse ele. Larry Ellison, presidente-executivo da Oracle, depôs,ontem, dia 17, afirmando que a Oracle havia estudado a possibilidade de desenvolver um celular inteligente próprio, mas decidiu contra a ideia.

Fonte: Agência Reuters


Soluções de Segurança para a Sociedade
Olhou. Gostou. Pagou!

Tecnologia de reconhecimento facial como meio de pagamento está sendo testada no Japão.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Abinee: Indústria já reclama de recuo do dólar frente ao Real

Segundo a entidade, queda de 22% das exportações de eletroeletrônicos em julho – e de 13,4% no primeiro semestre – “decorre da falta de confiança das empresas em vender seus produtos no mercado externo, face à instabilidade do real frente ao dólar”. Patamar médio do dólar passou de R$ 3,70 para R$ 3,20.

Indústria de eletroeletrônicos dá sinais de reação

Junho apresentou o quarto mês consecutivo de aumento da produção, mas Abinee ainda calcula redução de 7% em 2016. 

Mais da metade das empresas de eletroeletrônicos vende menos que esperado

Nova sondagem de conjuntura da Abinee aponta alguma melhoria nas expectativas dos empresários, com fabricantes de bens de informática e celulares apostando em vendas melhores no segundo semestre.

Despesas mundiais com TI não crescem em 2016

Segundo levantamento do Gartner, depois de recuo de 0,5% no último trimestre, tendência é de que investimentos no setor permaneçam estáveis este ano, em relação a 2015, mantendo-se em cerca de R$ 11 trilhões. 



  • Copyright © 2005-2016 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G