Convergência Digital - Home

Fundo norte-americano banca novo player de cloud no país

Convergência Digital
Convergência Digital - 18/04/2012

Após adquirir, em fevereiro, a empresa paulista Ascenty, especializada em soluções de computação em nuvem, o fundo de private equity norte-americano Great Hill Partners (GHP) fundou o Grupo Ascenty para explorar os mercados de telecom e data center. O novo grupo surge a partir da fusão da adquirida Ascenty com a Metro Fiber Brasil Telecomunicações (MFB) e a Data Centers do Brasil (DCB), e recebe um aporte inicial de R$ 250 milhões do GHP.

Por meio de duas empresas distintas, a Ascenty Telecom e a Ascenty Data Centers, o grupo oferecerá circuitos de alta capacidade com redes de fibras ópticas próprias e soluções de colocation, hosting, computação em nuvem e serviços gerenciados.

Atualmente, a empresa possui cerca de mil quilômetros de fibra ópticas próprias na região do ABC Paulista e Campinas. Além das instalações absorvidas com a compra da Ascenty, o grupo deve inaugurar seu primeiro data center próprio em agosto de 2012, em Campinas, e outro já no primeiro semestre de 2013, em Santo André, no ABC Paulista.

Chris Torto, que foi fundador e principal executivo da TV por assinatura Vivax (vendida à NET em 2007), será o CEO da Ascenty. Segundo o executivo, o grupo tem por objetivo levar seus produtos e serviços a outras regiões, além do eixo Rio-São Paulo. "Nosso objetivo é focar mercados ascendentes, como Campinas, ABC Paulista, São José dos Campos e Santos, entre outros e cidades do Nordeste", revela.

Torto explica que investimento inicial nas companhias está dividido assim: R$ 200 milhões na Ascenty Data Centers, que inclui a compra da Ascenty e a inauguração de dois Data Centers próprios. Os outros R$ 50 milhões serão destinados à Ascenty Telecom para a ampliação das redes de fibras ópticas no ABC Paulista, São Paulo, Campinas, Jundiaí, Barueri e também em diversas cidades no trecho de interligação São Paulo e Campinas.

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis

Destaques
Destaques

Software reina e dita os negócios na nuvem pública

Receita estimada para software como serviço é de US$ 96,5 bilhões em 2016. Para 2020, esse montante vai mais do que dobrar.

Oito em cada 10 empresas vão investir em nuvem e data center definido por software

Estudo global mostra que TI e Negócios estão alinhadas em priorizar os investimentos em computação na nuvem como tendência de Tecnologia mais relevante este ano.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

De Byte a Yottabyte em muito pouco tempo...

Por Wilson Grava*

O Big data impulsiona os negócios, mas tem riscos. Eles passam pelo uso inadequado, pelas violações e perda de dados até a preocupação do usuário final com a privacidade e segurança desses dados.

Mitos e verdades sobre ERPs em nuvem

Por Grasiela Tesser*

Ainda que Cloud Computing esteja se popularizando e sendo cada vez mais natural nas operações das empresas, muitas companhias ainda relutam em utilizar sistemas de gestão – os ERPs - na nuvem. É o medo da inovação.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site