TELECOM

Fixo/Móvel: Oi nega conflito com Anatel por tarifa de interconexão

Ana Paula Lobo ... 17/04/2012 ... Convergência Digital

O presidente da Oi, Francisco Valim, durante o Investor Day, realizado nesta terça-feira 17/04, no Rio de Janeiro, sustentou que a concessionária foi à justiça para solicitar o reajuste do VC - tarifas de público, que segundo a tele, deveria ter sido concedido em fevereiro do ano passado. "Garanto que não temos absolutamente nada contra a redução do VU-M proposto pela Anatel. O que queremos é o nosso reajuste do VC de 2,7%. Anatel reconhece 1,67%. É por isso que fomos à justiça", afirmou.

Na semana passada, a Anatel, por meio da AGU, conseguiu suspender a liminar concedida à Oi pelo 2º Tribunal Federal, que autorizava a concessionária a aplicar o reajuste solicitado. Indagado se continuaria a disputa na Justiça, Valim disse que o reajuste do VC é um direito da concessionária, mas não quis comentar quais seriam os próximos passos nesse embate.

O presidente da Oi, no entanto, ao ser indagado sobre o 'clima ruim' com a Anatel e o Minicom - o ministro Paulo Bernardo reagiu de forma bastante dura à decisão da tele ir aos tribunais - sustentou que não tem absolutamente nada contra a decisão da agência reguladora de baixar as tarifas de interconexão fixo/móvel nos próximos quatro anos. "Não sei de onde veio isso. Há um grande mal-entendido. Queremos o que temos direito que é o reajuste anual. Não questionamos a VU-M", finalizou.


CADE pede condenação de empresas do mercado de recarga de telefones celulares

A prática anticompetitiva do mercado de distribuição de recarga eletrônica no pré-pago teria acontecido entre 2007 e 2009, quando o mercado movimentou cerca de R$ 3,5 bilhões.

Brasília revoga lei que restringia instalação de antenas de celular

Projeto assinado por 20 dos 24 deputados distritais foi aprovado em menos de um mês e revoga a Lei 3446/2004, que impedia a instalação de ERBs em escolas e a menos de 50 metros de qualquer habitação. 

Claro amplia vantagem sobre TIM em mercado que continua em queda

São 252,5 milhões de chips de celular ativos no país, um recuo de 31,5 milhões desde o pico, em maio de 2015. Queda se concentra no pré-pago, enquanto 4G segue em alta. 

Não interessa a ninguém a Oi quebrar

A Anatel terá de usar todos os seus chapéus e fazer de tudo para não ser confundida como representante do Estado na recuperação judicial da operadora, pontua Eduardo Ramires, advogado doManesco, Ramires, Perez, Azevedo Marques.

Revista do 59º Painel Telebrasil 2015
Veja a revista do 59º Painel Telebrasil 2015 As principais empresas prestadoras de serviços e da indústria de telecomunicações e autoridades governamentais e do Legislativo se dedicaram a discutir o tema escolhido para este ano: A evolução dos modelos de negócio das telecomunicações: Desafios políticos e regulatórios.
Clique aqui para ver outras edições


  • Copyright © 2005-2016 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G