INTERNET

Europa faz consulta pública sobre Internet das Coisas

Da redação ... 13/04/2012 ... Convergência Digital

A Comissão Europeia lançou uma consulta pública sobre a Internet das coisas (IdC), que receberá contribuições até 12 de julho . O objectivo é garantir o respeito dos direitos dos cidadãos. A "Internet das coisas promoverá um futuro no qual objetos de uso cotidiano, como os celulares, os automóveis, os eletrodomésticos, vestuário e, até mesmo os alimentos, possam ser conectados à Internet e partilham dados"

A Comissão Europeia pretende saber qual o quadro necessário para potencializar os potenciais benefícios económicos e sociais da Internet das coisas, assegurando, ao mesmo tempo, um controle adequado dos dispositivos que recolhem, tratam e armazenam informações.

Atualmente, segundo dados, um cidadão comum tem, no mínimo, dois objetos ligados à Internet. Há projeções que , em 2015, esse número suba para sete e que, em todo o mundo, haja 25 mil milhões de dispositivos ligados sem fios. Em 2020, esse número poderá ser o dobro, e chegar a 50 mil milhões.

"Quero promover uma Internet das coisas que ajude a realizar os nossos objetivos económicos e sociais, preservando, ao mesmo tempo, a segurança, a privacidade e o respeito dos valores éticos", ressaltou a vice-presidente da Comissão Europeia e responsável pela Agenda Digital, Neelie Kroes.


Europa e EUA reagem ao uso de dados do WhatsApp pelo Facebook

Para o grupo do Artigo 29, que reúne as autoridades europeias de proteção de dados, “o que está em jogo é o controle dos dados por grandes atores da internet”. Nos EUA, entidade diz que mudança nos termos do Whatsapp fere compromisso feito quando a rede social comprou o app. 

Câmara rejeita projeto de Eduardo Cunha sobre ‘direito ao esquecimento’

Proposta caiu na Comissão de Defesa do Consumidor, que privilegiou o PL 215/15, que já está no Plenário da Câmara e trata do mesmo assunto. “É tema extremamente polêmico”, ressaltou o relator, José Carlos Araújo (PR-BA).

Google muda práticas na Itália para atender autoridade de dados

Empresa concordou com as exigências do Garante, o regulador italiano sobre privacidade de dados, e entre as medidas só poderá usar as informações com consentimento prévio. 

Demi Getschko segue no comando operacional, mas governo faz ajustes no NIC.br

Maximiliano Martinhão - secretário de Política de Informática (Sepin) será o presidente do Conselho de Administração, onde também entra Luiz Fernando Castro.

Entidades dizem que mudanças no CGI.br são 'ataque à governança'

Dezessete organizações da sociedade civil reagirm, por meio de um manifestam, ao que acreditam ser uma movimento para aumentar a força das operadoras de telecomunicações no Comitê Gestor da Internet.

Revista Abranet 17 . Julho/Agosto 2016
Veja a Revista Abranet nº 17 A Internet que temos no Brasil é a que podemos ter. Planejamento é a melhor estratégia para sobreviver à crise. ISPs: ataques de negação de serviço entre os mais comuns, mas não os únicos.
E mais...
Clique aqui para ver outras edições

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet - Abranet

Empresas da Internet pedem mais segurança jurídica

“O Marco Civil da Internet trouxe base sólida para criar parâmetros para se ter lei mínima para a Internet seguir avançando, mas, infelizmente, vemos varias iniciativas tentando modifica-lo", afirmou o presidente da Abranet, Eduardo Parajo.

Acompanhe a Cobertura Especial do II Congresso Brasileiro de Internet

  • Copyright © 2005-2016 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G