TELECOM

TIM/Intelig aquecem a disputa pelo mercado corporativo

Ana Paula Lobo ... 12/04/2012 ... Convergência Digital

Passado o processo de integração dos negócios e de operações, TIM/Intelig partem para brigar com as rivais - Telefônica/Vivo, Oi e Embratel/Claro/Net - apostando em soluções customizadas. Serviços no modelo de computação na nuvem estão entre as prioridades. Alvo são as médias e grandes empresas.

"Somos entrantes no mercado empresarial e vamos provocar uma mudança no modelo de prestação de serviços", sustenta Rafael Marquez, diretor de Marketing da TIM/Intelig. Em entrevista ao Convergência Digital, o executivo garante que a decisão de manter a marca Intelig - e não incorpora-la ao portfólio da TIM - foi acertada.

"A Intelig tem um nome forte. Tem força no mercado corporativo. A TIM tem a sua força na mobilidade. Integrar TIM/Intelig significa combinar fixo e móvel atendendo a demanda do cliente. Não queremos soluções de prateleira. Ideia é customizar as ofertas e para isso vamos usar a nuvem, redes Wi-Fi e toda a infraestrutura que for necessária", detalha Marquez.

O primeiro produto dessa nova fase foi batizado de "TIM Intelligence". Segundo o diretor de Marketing, a proposta de adotar a marca inteligência está, sim, ligada à oferta customizada nos serviços de dados e telefonia.

O desafio, assume, Marquez, é passar essa integração para o gestor de Tecnologia das corporações. "Estamos mandando um recado para os CIOs. Confiem em nós. Chegamos para ofertar algo diferenciado, customizado e sob demanda", completa o executivo.


Roubo de cabos e rádios de telecom custa R$ 320 milhões ao ano às operadoras

SindiTelebrasil adverte que no ano passado foram registradas 5,6 mil ocorrências de roubo, furto e receptação de elementos de redes de telecomunicações. Só de cabos foram mais de quatro milhões de metros furtados.

Oi faz projeto piloto e libera WiFi para clientes de outras operadoras

Do total de dois milhões de hotspots da operadora, 470 mil ficam no Rio de Janeiro. Liberação do uso para não clientes faz parte da estratégia de marketing móvel.

João Rezende deixa Anatel sobre pressão do caso Oi, franquia da banda larga e renovação dos contratos das teles

Na agência desde 2009 e na presidência desde 2011, o ex-presidente da agência enfrentou um crítico 2016.

Receita trimestral das teles com dados cresce 128% e chega a R$ 7 bilhões

Análise da Anatel mostra que desempenho entre 2013 e 2015 elevou a participação dos dados para quase 50% da receita operacional, de R$ 14,2 bilhões no terceiro trimestre de 2015. 

Revista do 59º Painel Telebrasil 2015
Veja a revista do 59º Painel Telebrasil 2015 As principais empresas prestadoras de serviços e da indústria de telecomunicações e autoridades governamentais e do Legislativo se dedicaram a discutir o tema escolhido para este ano: A evolução dos modelos de negócio das telecomunicações: Desafios políticos e regulatórios.
Clique aqui para ver outras edições


  • Copyright © 2005-2016 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G