NEGÓCIOS

Smartphones e PCs reagem à crise e vendas sobem no 1º trimestre de 2012

Ana Paula Lobo* ... 12/04/2012 ... Convergência Digital

A incerteza econômica mundial está sendo vencida na área de PCs e celulares inteligentes, destacam pesquisas do Gartner e do Credit Suisse, divulgadas nesta quinta-feira, 12/04. Expectativa nos terminais inteligentes é que, em 2014, serão vendidas 1.05 bilhão de unidades, com forte impulso da China.

No mercado de Pcs, apesar da 'disputa' com os tablets e smartphones, as vendas foram positivas nos três primeiros do ano, especialmente, na Europa e na África. Mundialmente foram comercializados 89 milhões de PCs. No ranking de fornecedores, prossegue o sobe e desce dos rivais.

"Nós estamos vendo um forte crescimento do mercado de smartphones na China, que será responsável por 22% das vendas globais em 2015", avalia Kulbinder Garcha, do Credit Suisse. Expectativa é que o mercado mundial de smartphones cresça 23% em 2012, especialmente, em função dos novos aplicativos e serviços. Entre os fornecedores, Garcha acredita que a Nokia, com Windows Phone, deverá apresentar uma recuperação ao longo deste ano, apesar da informação - negativa da própria fabricante para o 1º trimestre. O analista também prevê um acirramento da disputa entre Apple e Samsung, mas adverte para o futuro de gigantes como Motorola Mobility, nas mãos do Google, HTC e Research in Motion, dona do Blackberry.

Os fabricantes de PCs comemoram o resultado dos três primeiros do ano. Apesar das expectativas negativas, as vendas surpreenderam e no período foram comercializados 89 milhões de unidades no mundo, revela o Gartner. O impulso não foi dado apenas pelos países emergentes, mas pelo incremento das vendas na Europa - onde há ainda forte abalo econômico - Oriente Médio e África, que registraram um crescimento de 6,7%.

Os números são bem superiores, por exemplo, aos contabilizados na Ásia Pacífico, onde o impulso ficou em 2%. De acordo com a consultoria, esse crescimento abaixo da média está ligado ao fato de o governo da China ter encerrado o subsídio para a compra de PCs de baixo custo destinados à área rural do país.

Também na Índia, o governo adiou a iniciativa de dar gratuitamente laptops para os estudantes - freiando a compra de equipamentos. Quem registrou baixa nas vendas foram os Estados Unidos - 3,5%, chegando a 15 milhões de unidades, mas a expectativa era mais pessimista - 6,1%.

"Fato é que os fabricantes de PCs podem respirar porque não dependem tanto dos países emergentes para manterem suas vendas. Os resultados estão provando isso", sustenta Mikako Kitagawa, analista do Gartner. Na disputa entre os fabricantes de PCs, a HP se manteve na primeira posição, com 17,2% do market share. Mas começa a ser ameaçada pela chinesa Lenovo, que cresceu 28,1% e alcançou 13,1% e a segunda posição no ranking mundial.

Os tablets também seguem brilhando. Tanto que o Gartner prevê que as vendas globais dos dispositivos vão somar 118,9 milhões de unidades em 2012. O número representa um crescimento de 98% sobre a base de 60 milhões de unidades vendidas em 2011. Segundo a consultoria, a categoria vai alcançar um total de vendas de 182,4 milhões de unidades em 2013, e de 369,2 milhões de dispositivos em 2016.


Soluções de Segurança para a Sociedade
Olhou. Gostou. Pagou!

Tecnologia de reconhecimento facial como meio de pagamento está sendo testada no Japão.

TICs em Foco - TRANSFORMAÇÃO DIGITAL
Prever. Prevenir. Detectar e Responder

Essas são a exigência da remodelagem da gestão de riscos e da segurança organizacional nas corporações.

Abinee: Indústria já reclama de recuo do dólar frente ao Real

Segundo a entidade, queda de 22% das exportações de eletroeletrônicos em julho – e de 13,4% no primeiro semestre – “decorre da falta de confiança das empresas em vender seus produtos no mercado externo, face à instabilidade do real frente ao dólar”. Patamar médio do dólar passou de R$ 3,70 para R$ 3,20.

Indústria de eletroeletrônicos dá sinais de reação

Junho apresentou o quarto mês consecutivo de aumento da produção, mas Abinee ainda calcula redução de 7% em 2016. 

Mais da metade das empresas de eletroeletrônicos vende menos que esperado

Nova sondagem de conjuntura da Abinee aponta alguma melhoria nas expectativas dos empresários, com fabricantes de bens de informática e celulares apostando em vendas melhores no segundo semestre.

Despesas mundiais com TI não crescem em 2016

Segundo levantamento do Gartner, depois de recuo de 0,5% no último trimestre, tendência é de que investimentos no setor permaneçam estáveis este ano, em relação a 2015, mantendo-se em cerca de R$ 11 trilhões. 



  • Copyright © 2005-2016 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G