Convergência Digital - Home

Nuvem pública é estratégica para serviços governamentais

Convergência Digital
Da redação - 26/03/2012

Kishore S. Swaminathan é cientista chefe e diretor global do Accenture Technology Labs. Ele é responsável por definir a visão da Accenture para o futuro e definir a agenda de pesquisa e desenvolvimento da companhia. De acordo com Kishore, o uso da computação em nuvem vai permitir aos governos atingir economia de escala e desenvolver serviços online de forma mais efetiva.

Ele afirma que, quando múltiplas áreas governamentais compartilham recursos por meio da virtualização de servidores – criando servidores baseados em software para cortar custos, eliminando a aquisição de mais servidores e implantando serviços rapidamente – elas reduzem custos computacionais para todos. “Estas áreas podem conseguir escala pela replicação de funções comuns, utilizando uma única plataforma compartilhada, o que garantiria a elas utilizar serviços aos quais, de outro modo, não teriam acesso”, diz.

Para Kishore, a computação em nuvem pode ajudar os governos a integrar funções e indústrias e, talvez o mais importante, conquistar a liberdade de experimentar novos serviços sem perder muito dinheiro caso estas iniciativas não deem certo. Mais que isso, o cientista chefe afirma que não é econômico desenvolver aplicações customizadas para entregar serviços a cidadãos de cada cidade ou distrito. “Por outro lado, entregar software como serviços (SaaS) por meio de uma plataforma comum que pode ser acessada por qualquer cidade ou distrito é o modo mais efetivo de centralizar funções comuns”, defende.

Kishore também acredita que o cloud computing pode ajudar a integrar processos e segmentos fragmentados. Por exemplo, o segmento de saúde é formado por hospitais, laboratórios, companhias de seguro e clínicas. Muitos destes provedores de serviços de saúde não são grandes o bastante para terem seus próprios data centers ou adquirir aplicativos sofisticados. Com a computação em nuvem, estes provedores acessariam serviços comuns e poderiam responder mais rapidamente às necessidades de seus cidadãos.

O executivo sugere que muitas áreas governamentais podem se beneficiar de serviços baseados em nuvem, o que as ajudaria a cortar custos por meio de serviços compartilhados, implantar novos serviços mais rapidamente e introduzir ferramentas online mais eficientes. A segurança talvez seja a maior preocupação do setor público quando se fala em infraestrutura em nuvem, mas Kishore acredita que os governos são possivelmente os melhores candidatos para o desenvolvimento de nuvens muito seguras porque, juntas, as agências governamentais são grandes o bastante para construir nuvens privadas altamente seguras.

Por conta disso, o cientista chefe da Accenture recomenda que os governos explorem a computação em nuvem para conquistar a economia de escala que precisam para implantar novos serviços de forma rápida e eficiente e sem a necessidade de gastar mais dinheiro com hardware, software ou suporte de TI.

Facebook Twitter Google+ LinkedIn Email Addthis

Destaques
Destaques

Empresas brasileiras de nuvem protestam contra concorrência desleal

Para a Associação Brasileira das Empresas de Infraestrutura de Hospedagem na Internet, empresas estrangeiras não pagam impostos, nem atendem o Código de Defesa do Consumidor ou a CLT. Mercado local é projetado em US$ 1.2 bilhão/ano.

Receita define quais dados serão compartilhados sem sigilo fiscal

Regra é válida para órgãos e entidades da Administração Pública Federal direta, autárquica e fundacional.



Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Veja mais artigos
Veja mais artigos

De Byte a Yottabyte em muito pouco tempo...

Por Wilson Grava*

O Big data impulsiona os negócios, mas tem riscos. Eles passam pelo uso inadequado, pelas violações e perda de dados até a preocupação do usuário final com a privacidade e segurança desses dados.

Mitos e verdades sobre ERPs em nuvem

Por Grasiela Tesser*

Ainda que Cloud Computing esteja se popularizando e sendo cada vez mais natural nas operações das empresas, muitas companhias ainda relutam em utilizar sistemas de gestão – os ERPs - na nuvem. É o medo da inovação.


Copyright © 2005-2016 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site