TELECOM

Brasil descobre o poder da mobilidade

Fábio Barros ... 02/03/2012 ... Convergência Digital

Um dos pontos mais interessantes destacados pela Pesquisa 2012 sobre a Situação da Mobilidade, divulgada nesta quinta-feira, 01/02, pela Symantec, foi a diferença entre a média de adoção de mobilidade no Brasil e a média global. Kahren Ivanechtchuk, gerente comercial da Symantec Brasil, diz que, na mesma medida, o percentual de preocupação com os riscos envolvidos também é maior no País.

“A proposta da mobilidade é a simplicidade no uso e a rapidez no acesso, isso significa o uso de cloud computing, que vem estimulando muito o crescimento da mobilidade”, diz a executiva lembrando que, no Brasil, foram ouvidas 150 empresas para o estudo.

Por exemplo, o estudo aponta que 67% das empresas nacionais já disponibilizavam aplicativos de negócios em dispositivos móveis. Agora, 75% das empresas revelaram que pretendem implantar uma loja virtual corporativa para aplicativos móveis. E isso ocorre por conta dos resultados apresentados pelo uso da mobilidade: 69% das empresas esperam ter ganhos de eficiência no uso e 74% delas disseram já ter percebido isso.

Comparativamente falando, a América do Norte está um pouco atrás na curva de adoção de mobilidade nos negócios e a América Latina está à frente em áreas como aplicativos de negócios (67% contra 53% dos norte-americanos) e planejamento de app stores (70% contra 52%).

Hoje, no Brasil, os aplicativos móveis mais utilizados são os de CRM (57%), gerenciamento de tarefas e projetos (65%), aplicativos de negócios (67%), mídias sociais (68%), aplicativos de escritório (73%), aplicativos de calendário (77%), mensagens instantâneas (79%), navegadores web (81%), contatos (82%) e e-mail (88%).

Ao mesmo tempo em amplia o uso de aparelhos e aplicativos móveis, as empresas brasileiras aumentam sua preocupação em relação ao tema. Por exemplo, 28% das empresas locais vê a mobilidade como algo desafiador, com prioridades para redução do custo e complexidade do gerenciamento, segurança e fornecimento de backup adequado.

Não por acaso, 39% dos entrevistados citaram a mobilidade como uma das três principais áreas de risco para TI. As preocupações variam do extravio de dispositivos e vazamento de dados até o acesso não autorizado aos recursos corporativos e infecção por malware.

Essa preocupação se traduz em prejuízos sofridos diversos, medidos por despesas financeiras diretas, perda de produtividade e perda de dados. Nos últimos 12 meses, o custo médio destes prejuízos, no mundo, foi de US$ 247 mil. “No Brasil, até por conta da maior taxa de adoção, este valor sobre para US$ 296 mil, contra US$ 199 mil na Ásia e US$ 385 mil na América Latina”, explica Kahren.


Matérias relacionadas
Internet Móvel 3G / 4G ... 08/08/2016
Recife prepara licitação para Wi-Fi em 3 mil ônibus
Internet Móvel 3G / 4G ... 27/07/2016
SMS vira porta de ataque dos cibercriminosos brasileiros
Internet Móvel 3G / 4G ... 20/06/2016
Recessão derruba publicidade móvel na América Latina
Internet Móvel 3G / 4G ... 26/04/2016
Oi e IBM se unem por oferta corporativa de MDM
Internet Móvel 3G / 4G ... 21/03/2016
ABB prioriza mobilidade para gerir pessoas

Roubo de cabos e rádios de telecom custa R$ 320 milhões ao ano às operadoras

SindiTelebrasil adverte que no ano passado foram registradas 5,6 mil ocorrências de roubo, furto e receptação de elementos de redes de telecomunicações. Só de cabos foram mais de quatro milhões de metros furtados.

Oi faz projeto piloto e libera WiFi para clientes de outras operadoras

Do total de dois milhões de hotspots da operadora, 470 mil ficam no Rio de Janeiro. Liberação do uso para não clientes faz parte da estratégia de marketing móvel.

João Rezende deixa Anatel sobre pressão do caso Oi, franquia da banda larga e renovação dos contratos das teles

Na agência desde 2009 e na presidência desde 2011, o ex-presidente da agência enfrentou um crítico 2016.

Receita trimestral das teles com dados cresce 128% e chega a R$ 7 bilhões

Análise da Anatel mostra que desempenho entre 2013 e 2015 elevou a participação dos dados para quase 50% da receita operacional, de R$ 14,2 bilhões no terceiro trimestre de 2015. 

Revista do 59º Painel Telebrasil 2015
Veja a revista do 59º Painel Telebrasil 2015 As principais empresas prestadoras de serviços e da indústria de telecomunicações e autoridades governamentais e do Legislativo se dedicaram a discutir o tema escolhido para este ano: A evolução dos modelos de negócio das telecomunicações: Desafios políticos e regulatórios.
Clique aqui para ver outras edições


  • Copyright © 2005-2016 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G