SEGURANÇA

Citibank, BMG e PanAmericano também foram alvos dos hackers

Da redação ... 03/02/2012 ... Convergência Digital

Os sites do Citibank, do BMG e do PanAmericano também foram alvos nesta sexta-feira, 03/02, do grupo de hackers Anonymous Brasil, depois do ataque à página da internet do Banco Central (BC). As páginas dos bancos apresentam instabilidade.

No Twitter, o grupo afirma ter provocado problemas no site do BC como um teste ao “alvo principal” do dia. “Escolhemos um alvo de testes antes, só para calibrar nossas armas: http://www.bcb.gov.br - Apenas um teste rápido...”.

O BC informou, por meio da assessoria de imprensa, que “houve sobrecarga de acessos ao site no início da manhã, ocasionando instabilidade e lentidão para abertura de páginas por alguns minutos”. “Não foram afetados sistemas e transações do banco”, destacou.

O grupo de hackers prometeu causar problemas em sites de bancos todos os dias desta semana. A estratégia consiste em fazer com que a página receba grande número de acessos ao mesmo tempo, fique sobrecarregada e, com isso, instável e até indisponível.

O HSBC foi o alvo de ontem (2) do grupo. O banco informou, em nota, que houve um “volume de acessos acima do esperado” no site. Na quarta-feira (1º), foi a vez de o site do Banco do Brasil registrar picos de acesso. Segundo o BB, houve lentidão no sistema em algumas regiões do país, mas não houve risco para a segurança dos dados dos clientes. Há registros de que a página do BB tenha saído do ar, mas o banco nega.

Os hackers também dizem ter provocado problemas no site do Bradesco, na última terça-feira (31), e na página do Itaú, no dia 30 de janeiro. Em nota, o Bradesco disse que o site apresentou “momentos de intermitência com volume de acessos acima da média”, mas não chegou a ficar fora do ar. O Itaú Unibanco, também por meio de nota, disse que houve “indisponibilidade” em seu site, mas a normalidade foi retomada em seguida.

Fonte: Agência Brasil


Oracle libera 'pacotaço' de correções para brechas na Java

O pacote de correções também vale para o banco de dados da companhia. "É preciso rodar as correções Java o quanto antes", adverte o CTO da Oracle.

Roubo de dados explode e aumenta 2.100% no Brasil em 12 meses

País lidera o ranking de países mais vulneráveis no quesito de segurança da Informação. O custo per capita da violação de dados passou de R$ 175,00 para R$ 225,00.

Brasil é o país mais afetado no mundo pelo cibercrime como serviço

XDedic, fórum internacional usado por cibercriminosos comercializa mais de 70 mil servidores para invadir infraestruturas de empresas, denuncia os pesquisadores da Kaspersky Lab. Boa parte desses equipamentos é responsável pelos ataques de negação de serviço, o DDoS.

NSA admite usar a Internet das Coisas para espionagem

Para o diretor assistente da Agência de Segurança Nacional dos Estados Unidos, Richard Ledgett, mesmo equipamentos biomédicos, como marcapassos, podem ser fontes de inteligência, como todo e qualquer dispositivo conectado.



  • Copyright © 2005-2016 Convergência Digital
  • Todos os direitos reservados
  • É proibida a reprodução total ou
    parcial do conteúdo deste site
    sem a autorização dos editores
  • Publique!
  • Convergência Digital
  • Cobertura em vídeo do Convergência Digital
  • Carreira
  • Cloud Computing
  • Internet Móvel 3G 4G