Home - Convergência Digital

ITS-Rio capacita Ministério Público para fiscalizar 'fake news' nas eleições municipais

Convergência Digital* - 16/09/2020

Com mais de 500 inscritos, entre membros e servidores do Ministério Público Federal, começou nesta semana o trainemento virtual realizado pelo Instituto de Tecnologia e Sociedade do Rio de Janeiro (ITS) sobre desinformação, para reforço da fiscalização do pleito municipal. O treinamento é resultado de parceria firmada com a Secretaria de Cooperação Internacional (SCI) do Ministério Público Federal (MPF) e a vice-Procuradoria-Geral Eleitoral. A iniciativa também conta com o apoio da União Europeia.

O curso é resultado do acordo firmado entre o MPF e o ITS, no início deste mês, para a cooperação técnica no combate às fraudes online, sobretudo aquelas envolvendo a disseminação massiva de campanhas de desinformação em redes sociais relacionadas ao processo eleitoral. A capacitação está sendo oferecida por meio da plataforma Anymeeting do ITS Rio e é voltada aos procuradores regionais eleitorais e às coordenações eleitorais dos Ministérios Públicos estaduais. Também participam do treinamento integrantes da Secretaria de Perícia, Pesquisa e Análise (Sppea) e da Câmara Criminal (2CCR) do MPF.

O curso, dividido em quatro aulas, tem como foco a identificação dos chamados bots, como são conhecidos os programas que automatizam perfis das redes sociais. As duas primeiras aulas abordarão o contexto das eleições na era da internet com os temas Campanhas Eleitorais Antes e Eepois da Internet e Desafios da Comunicação Política na Era da Internet. Na terceira aula, os participantes vão aprender o que são bots, trolls, automação e como esses elementos contribuem para o processo de desinformação. Por fim, a última aula abordará possíveis soluções para a desinformação.

Nos últimos anos, as campanhas eleitorais mudaram, se multiplicando da televisão para a internet - e seus diferentes canais - criando um novo contexto de desinformação e automação. Diante desse cenário, o MPF e o ITS compartilham a visão de que há inúmeros desafios resultantes dessas transformações, como os jurídicos, que exigem novas regulações, mas também os técnicos, que tornam necessário compreender os conceitos relacionados a esses temas.

Segundo o secretário da SCI, Hindemburgo Chateaubriand, há a necessidade de soluções estratégicas para lidar com o fenômeno, além da atuação de diversos atores no seu combate. Por isso, são fundamentais parcerias como essa, firmada com o ITS Rio, assim como a troca de experiências com outros países.

Um dos eixos de trabalho do acordo firmado entre o MPF e o ITS é a troca e informações sobre a ferramenta Pegabot para Fins Eleitorais. A solução foi desenvolvida pelo ITS Rio, em parceria com o Instituto de Tecnologia e Equidade, com o apoio da União Europeia, para identificação de comportamento automatizado em redes sociais, que será aplicado para uso no contexto eleitoral.

De acordo com o vice-procurador-geral Eleitoral, Renato Brill de Góes, o eixo Pegabot para Fins Eleitorais tem como objetivo conceder acesso a membros e servidores do MP Eleitoral, inclusive promotores de Justiça, a relatórios exclusivos da ferramenta. "Por meio de geração de relatórios, que analisam um perfil no Twitter e suas características automatizadas, o PegaBot vai auxiliar o trabalho de investigação do Ministério Público na avaliação do potencial lesivo de uma campanha de desinformação", avalia o vice-PGE.

* Com informações do MPF

Enviar por e-mail   ...   Versão para impressão:
 

LEIA TAMBÉM:

20/01/2021
Europa fica aliviada com o fim da 'era Trump', mas pede punição às gigantes da Internet dos EUA

28/10/2020
Com mais de 1000 denúncias, WhatsApp bane 256 contas por envio de Fake News em massa

13/10/2020
Justiça ordena WhatsApp a identificar usuário no exterior por disparos em massa no Brasil

29/09/2020
TSE faz acordo com teles para acesso gratuito à página contra Fake News

16/09/2020
ITS-Rio capacita Ministério Público para fiscalizar 'fake news' nas eleições municipais

08/09/2020
Maia insiste em votar projeto da Fake News ainda em 2020

04/09/2020
Facebook fará treinamento sobre ‘fake news’ para Justiça Eleitoral

03/09/2020
Um em cada três brasileiros compartilhou notícia no WhatsApp sem saber se era ou não Fake News

24/08/2020
Mesmo sem nova lei, polícia indicia suspeita por disseminar fake news de caixões com pedras em MG

20/08/2020
Minicom: Governo não tem que definir o que é Fake News mesmo para fins de publicidade

Veja mais artigos
Veja mais artigos

Muito além do modismo. Muito prazer, Python!

Por Guilherme Lima*

Além de aumentar a produtividade do desenvolvedor, muitas vezes, a linguagem Python vai além de linguagens compiladas ou estaticamente tipadas, como C, C ++ e Java. É importante lembrar que o código Python tem, normalmente, de um terço a um quinto do tamanho do código C ++ ou Java, por exemplo. Isso significa que há menos para digitar, depurar e menos para manter após o fato.

Destaques
Destaques

TIC incorporou 59 mil novos profissionais e gerou 1,62 milhão de empregos em 2020

Apesar da adversidade econômica e social com a Covid-19, TIC manteve a empregabilidade em alta. "Respondemos à desoneração da folha de pagamentos cumprindo o que nos cabia. Gerar empregos", afirmou o presidente-executivo da Brasscom, Sergio Paulo Gallindo.

Marcos Pontes: O Brasil dá muito pouco valor ao ensino técnico

Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação advertiu que no Brasil esse apoio está muito aquém do desejado. Marcos Pontes também defendeu a concessão de incentivo para a contratação de mestres e doutores pelas empresas privadas.

Receita Federal: Saiba como declarar jornada reduzida no Imposto de Renda

A maior parte dos funcionários do setor de TICs foi incluído no Benefício Emergencial de Preservação de Emprego e da Renda (BEm) em 2020 como medida para aliviar o impacto econômico da Covid-19. Fisco orienta como acertar as contas.

Veja mais vídeos
Veja mais vídeos da CDTV

Copyright © 2005-2015 Convergência Digital ... Todos os direitos reservados ... É proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste site